Argentina diz que cresceu 0,9% e deixou recessão para trás

Expansão no segundo trimestre significa que país saiu da recessão, apesar de a cifra ter despertado algumas dúvidas

Buenos Aires – A Argentina disse nesta quarta-feira que sua economia cresceu 0,9 por cento no segundo trimestre deste ano ante o período imediatamente anterior, deixando para trás dois trimestres seguidos de contração.

A expansão no segundo trimestre significa que a terceira maior economia da América Latina saiu da recessão, apesar de a cifra ter despertado algumas dúvidas, já que o órgão oficial de estatísticas, o Indec, está desacreditado por acusações de manipulação de dados.

Segundo os dados oficiais, em meio a alta inflação e baixo consumo, a economia encolheu no primeiro trimestre 0,5 por cento ante ao último trimestre de 2013, de acordo com dados revisados.

O Indec também revisou o dado da economia no primeiro trimestre ante o mesmo período de 2013, que passou de uma queda de 0,2 por cento para um crescimento de 0,3 por cento.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, a economia argentina ficou estagnada no segundo trimestre, acrescentou a entidade.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.