ABPA diz que 163 unidades frigoríficas retomam atividade após greve

Entidade que representa produtores disse que unidades produtoras e processadoras da avicultura e da suinocultura deverão ter situação normalizada em 60 dias

São Paulo – A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) disse que 163 unidades frigoríficas em todo o Brasil retomaram atividades até esta sexta-feira, após uma suspensão de abates e processamento devido à greve dos caminhoneiros nos últimos dias.

Em nota, a entidade que representa produtores disse que todas unidades produtoras e processadoras da avicultura e da suinocultura deverão restabelecer atividades e que a situação deverá recuperar o padrão normal em 60 dias.

“A retomada acontecerá de forma gradativa… os pontos onde ocorreram falta grave de ração estão sendo supridos. Até a próxima semana, os níveis de abastecimento de alimentos nas granjas deverão voltar à normalidade”, adicionou a associação.

A estimativa inicial da ABPA é de mais de 3 bilhões de reais em perdas para o setor, devido à comercialização prejudicada no mercado interno, animais mortos, custos logísticos e perdas de contratos de exportação, entre outros.

No auge da crise de desabastecimento gerada pela greve dos caminhoneiros, o setor enfrentou morte de milhões de aves e até mesmo canibalismo entre animais devido à falta de ração.

A ABPA afirmou ainda que haverá falta de produtos de aves, suínos e ovos nos supermercados e outros pontos de venda “até que a produção e a distribuição sejam completamente restauradas”.

A associação disse no início da semana que a greve já havia impedido a exportação de 120 mil toneladas de carnes de frango e suína desde o início dos protestos de caminhoneiros e que o número de aves mortas já chegava então a 70 milhões.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.