Criptoativos

S&P DJI lança conjunto de índice para monitorar o mercado de criptomoedas

Maior provedora de benchmarks do mercado financeiro lança pacote de índices relacionados às criptomoedas; BDM vai monitorar 240 ativos digitais

S&P Dow Jones Indices lança pacote de índices ligados ao mercado de criptomoedas (Bloomberg/Getty Images)

S&P Dow Jones Indices lança pacote de índices ligados ao mercado de criptomoedas (Bloomberg/Getty Images)

GR

Gabriel Rubinsteinn

Publicado em 13 de julho de 2021 às 17h47.

A S&P Dow Jones Indices, empresa responsável por alguns dos mais relevantes índices e benchmarks do mercado financeiro, lançou nesta terça-feira, 13, um conjunto de índices relacionados ao mercado de criptomoedas.

Entre os novos índices, o destaque é o "Cryptocurrency Broad Digital Market" (BDM), que pretende servir de referência para o mercado de ativos digitais e monitora o preço de 240 criptomoedas diferentes.

“Por mais de um século, nossos índices oferecem uma visão sobre o desempenho dos mercados. Agora, com a introdução do 'S&P Cryptocurrency Broad Digital Market Index', estamos fornecendo essa resposta aos investidores de criptomoedas”, disse o chefe global de inovação e estratégia da S&P DJI, Peter Roffman, em comunicado. “A expansão de nossa família 'Digital Market Indices' oferece uma das mais amplas imagens desta classe de ativos em rápido crescimento, com a capacidade de fatiar e dividir por capitalização de mercado. Estamos entusiasmados em trazer esse nível significativo de transparência adicional para o mercado de criptomoedas”.

Antes, a S&P DJI já tinha três índices relacionados ao setor, mas cobrindo apenas as duas maiores criptomoedas do mundo - bitcoin e ether. Agora, além do BDM e seus 240 ativos monitorados, foram lançados outros quatro índices para acompanhar o mercado cripto.

A empresa lançou um índice focado no desempenho das criptomoedas de maior valor de mercado, o "S&P Cryptocurrency LargeCap Index"; outro que monitora as mesmas moedas do BDM, porém sem a presença de bitcoin e ether, chamado "S&P Cryptocurrency BDM Ex-MegaCap Index"; o terceiro, "S&P Cryptocurrency BDM Ex-LargeCap Index", que exclui da lista do BDM os ativos monitorados pelo índice "LargeCap"; e o quarto, "S&P Cryptocurrency LargeCap Ex-MegaCap Index", que utiliza o mesmo critério do "LargeCap", porém sem bitcoin e ether.

Os dados para monitoramento e produção dos índices virão da plataforma de dados Lukka, que desenvolveu ferramentas específicas para o mercado de criptomoedas em 2020.

"O mercado de criptomoedas continua a crescer e, com isso, benchmarking transparente e soluções baseadas em índices de criptomoedas e blockchain são mais importantes do que nunca. Os índices do mercado digital tornarão mais fácil para os investidores acessar e avaliar essa classe de ativos, impulsionada pela tecnologia emergente, ao mesmo tempo que mitigam alguns dos riscos comuns associados a esse mercado tradicionalmente especulativo", disse a empresa, em comunicado.

Acompanhe tudo sobre:BitcoinCriptomoedasMercado financeiro

Mais de Criptoativos

Trump anuncia NFTs colecionáveis de si mesmo

Criptomoedas: o que muda com a regulamentação das moedas virtuais aprovada pelo Congresso

Estado de Nova York proíbe 'mineração' de criptomoedas; entenda

Mineradores de Bitcoin serão desligados da rede em caso de crise energética, diz União Europeia

Mais na Exame