• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
Abra sua conta no BTG

França e Cingapura realizam testes de pagamentos internacionais com CBDCs

Os bancos centrais da França e Cingapura estão trabalhando em um sistema que possibilite a interoperabilidade entre diferentes infraestruturas e que ofereça suporte a várias CBDCs
 (Getty Images/Frank Lee)
(Getty Images/Frank Lee)
Por Helen Partz, do CointelegraphPublicado em 08/07/2021 19:34 | Última atualização em 08/07/2021 19:52Tempo de Leitura: 3 min de leitura

As autoridades financeiras da França e Cingapura estão explorando ativamente aplicações internacionais para as moedas digitais emitidas por bancos centrais (CBDCs).

Por meio de um anúncio conjunto, o Banco da França e a Autoridade Monetária de Cingapura (MAS), divulgaram nesta quinta-feira, 8, a conclusão bem sucedida de testes de pagamentos internacionais utilizando CBDCs e a tecnologia blockchain.

O experimento com as CBDCs foi conduzido com o suporte e expertise da Onyx, a divisão especializada em ativos digitais do JP Morgan, em um blockchain permissionado para fornecer privacidade às transações, que foi construído com base na infraestrutura da Quorum, a blockchain utilizada pelo banco norte-americano.

Como parte do experimento, o Banco da França e a MAS simularam transações internacionais e entre moedas, com uma CBDC baseada no euro e outra no dólar de Cingapura.

"Embora o experimento tenha sido limitado a dois bancos centrais, o projeto da rede m-CBDC (composto por várias CBDCs) permitiu a ampliação de seu funcionamento para suportar a participação de vários bancos centrais e comerciais, localizados em diferentes jurisdições", diz o anúncio.

O teste também demonstrou a interoperabilidade entre diferentes tipos de infraestrutura em nuvem, rodando nós em ambientes virtuais públicos e privados, na França e em Cingapura. O Banco da França destacou que o experimento foi uma de suas últimas conquistas dentro de seu programa de experimento em atacado (simulando pagamentos interbancários), que deve ser concluído no último trimestre deste ano.

O diretor da divisão voltada para fintechs do MAS, Sopnendu Mohanty, disse que os novos testes permitem que as instituições financeiras de vários países "negociem umas com as outras diretamente em diferentes moedas, ressaltando que "esta experiência com a m-CBDC abriu novos caminhos descentralizando a infraestrutura financeira, para melhorar a gestão da liquidez e os serviços de criação de mercado", observou.

O experimento representa um marco importante para o desenvolvimento de aplicações de CBDCs para pagamentos internacionais. Em maio, a Onyx participou de testes de pagamentos transfronteiriços com a CBDC que está sendo desenvolvido pelo Banco Central do Bahrein. O gigante banco norte-americano também fez uma parceria com o maior banco de Cingapura, o DBS, para o lançamento de uma nova empresa focada em transações internacionais para complementar o desenvolvimento contínuo de uma CBDC emitida pela instituição, que em maio realizou a sua primeira oferta de títulos tokenizados em blockchain.
por Cointelegraph Brasil