• AALR3 R$ 20,07 -0.64
  • AAPL34 R$ 68,92 3.20
  • ABCB4 R$ 16,74 0.30
  • ABEV3 R$ 14,10 0.57
  • AERI3 R$ 3,85 5.77
  • AESB3 R$ 10,95 2.34
  • AGRO3 R$ 30,96 0.72
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,47 2.42
  • ALUP11 R$ 27,24 1.64
  • AMAR3 R$ 2,48 2.90
  • AMBP3 R$ 31,15 3.66
  • AMER3 R$ 24,11 2.73
  • AMZO34 R$ 66,30 -0.51
  • ANIM3 R$ 5,55 1.83
  • ARZZ3 R$ 79,40 -2.41
  • ASAI3 R$ 16,00 0.25
  • AZUL4 R$ 21,94 3.98
  • B3SA3 R$ 12,15 0.91
  • BBAS3 R$ 38,56 4.22
  • AALR3 R$ 20,07 -0.64
  • AAPL34 R$ 68,92 3.20
  • ABCB4 R$ 16,74 0.30
  • ABEV3 R$ 14,10 0.57
  • AERI3 R$ 3,85 5.77
  • AESB3 R$ 10,95 2.34
  • AGRO3 R$ 30,96 0.72
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,47 2.42
  • ALUP11 R$ 27,24 1.64
  • AMAR3 R$ 2,48 2.90
  • AMBP3 R$ 31,15 3.66
  • AMER3 R$ 24,11 2.73
  • AMZO34 R$ 66,30 -0.51
  • ANIM3 R$ 5,55 1.83
  • ARZZ3 R$ 79,40 -2.41
  • ASAI3 R$ 16,00 0.25
  • AZUL4 R$ 21,94 3.98
  • B3SA3 R$ 12,15 0.91
  • BBAS3 R$ 38,56 4.22
Abra sua conta no BTG

Atlético Mineiro anuncia parceria com a Chiliz e lança criptomoeda própria

Clube mineiro é o primeiro do país a emitir 'fan token' na blockchain Chiliz, que já tem parceria com Barcelona, PSG, UFC, equipes da Fórmula 1, entre outros
 (Getty Images/Pedro Vilela / Correspondente)
(Getty Images/Pedro Vilela / Correspondente)
Por Gabriel RubinsteinnPublicado em 11/06/2021 12:14 | Última atualização em 11/06/2021 12:14Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Depois de lançar NFTs nas plataformas SoRare e Binance NFT marketplace, o Clube Atlético Mineiro anunciou nesta sexta-feira, 11, mais uma iniciativa ligada ao universo das criptomoedas e da blockchain: o seu "fan token" oficial.

O Galo fechou uma parceria com a Socios.com, plataforma de engajamento de torcedores, que emite tokens em blockchain para gigantes do esporte mundial, como o UFC, a equipe de Fórmula 1 Aston Martin, e clubes como Juventus, Barcelona, PSG, Milan, Manchester City, Atlético de Madri, Roma e Galatasaray, entre outros.

Agora, o clube brasileiro terá sua própria criptomoeda, chamada GALO, que também será integrada ao programa de sócios-torcedores do clube, o "Galo na Veia". Os proprietários da criptomoeda poderão utilizá-la para adquirir produtos e experiências e também poderão votar em escolhas de nome e layout do ônibus da equipe, entre outras.

“Sempre buscamos formas de nos aproximar dos nossos torcedores e temos certeza de que os fan tokens serão uma grande revolução em nosso relacionamento com eles”, disse Leandro Figueiredo, diretor de negócios do Atlético Mineiro.

Para Alexandre Dreyfus, CEO da Chiliz e da Socios.com, a parceria com um clube da grandeza do Atlético Mineiro representa um grande passo para os planos de expansão da empresa na América Latina, onde a Chiliz já é parceira do Independiente (ARG) e da Universidad de Chile: “A participação ativa dos fãs é vital para o futuro do esporte e estamos muito felizes por, através do Atlético, levar essa possibilidade ao Brasil, país reconhecido mundialmente devido à paixão pelo futebol arte”, afirmou, complementando que os "fan tokens" já geraram mais de 150 milhões de dólares (750 milhões de reais) em receitas para as organizações parceiras, somente em 2021

Os "fan tokens" são uma espécie de ativos digitais, também chamados de "utility tokens", que têm como objetivo promover o engajamento de fãs com seus clubes e marcas preferidos. No caso da criptomoeda GALO, elas são emitidas na blockchain Chiliz e dão aos seus proprietários acesso a enquetes exclusivas, recompensas, promoções, fóruns de bate-papo, jogos e competições no aplicativo móvel Socios.com.

Nos próximos dias, o Clube Atlético Mineiro vai divulgar os detalhes sobre o formato e a data de início das vendas da sua criptomoeda.