Inadimplência: saiba os riscos de pagar apenas valor mínimo da fatura do cartão de crédito

Os juros do rotativo estão entre os mais altos do mercado e podem trazer sérios prejuízos financeiros ao consumidor
Inadimplência: estudo mostra que entre aqueles que têm dívidas, metade está com o cartão de crédito atrasado (Damircudic/Getty Images)
Inadimplência: estudo mostra que entre aqueles que têm dívidas, metade está com o cartão de crédito atrasado (Damircudic/Getty Images)
D
Da Redação

Publicado em 05/07/2022 às 09:45.

Última atualização em 05/08/2022 às 11:08.

Quatro em cada dez brasileiros adultos (38,68%) estavam negativados em maio deste ano, segundo levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) divulgado em junho. Isso representa 62,37 milhões de consumidores pessoas físicas inadimplentes.

Em maio de 2022, o volume de consumidores com contas atrasadas cresceu 5,81% em relação ao mesmo período de 2021. Em relação a abril de 2022, o número aumentou em 0,80%. 

Na soma de todas as dívidas, cada consumidor negativado devia, em média, R$ 3.564,82 para 1,89 empresas credoras, em média. Porém, mais de a metade das dívidas (50,32%) é de até R$ 1.000.

Cartão de crédito atrasado: o que acontece

O levantamento mostra que cresceu o número de negativados com contas em atraso entre 91 dias a um ano (44,73%), seguido de pessoas com débitos em aberto de até 90 dias (10,43%). O atraso médio das contas dos brasileiros é de 2 anos, 2 meses e 24 dias.

Quando avaliado a faixa etária das pessoas inadimplentes, a pesquisa mostra que a maior parte tem entre 30 e 39 anos (24,04%), na sequência aparecem aqueles entre 40 e 49 anos (21,06%). 

A idade média de um devedor em atraso no Brasil é de 44 anos. Com relação ao sexo, mulheres representam 50,80% dos casos e homens, 49,20%.

Um outro estudo, este feito pela Hibou Pesquisas e Insights com 2 mil pessoas em maio, mostra que entre aqueles que têm dívidas (48% dos entrevistados), 49% estão com o cartão de crédito atrasado

O que acontece se eu atrasar a fatura do cartão?

A primeira coisa que pode acontecer com o consumidor quando ele atrasa o pagamento do cartão de crédito é ter seu nome negativado, o que dificulta a tomada de empréstimos e novos cartões, por exemplo. 

Para impedir esse processo de negativação, tem quem opte por pagar a parcela mínima da fatura do cartão – sempre existe a possibilidade de pagar a conta integral ou parcialmente.

E se eu pagar apenas a parcela mínima do cartão?

Essa ação, de fato, impede o nome do consumidor de ir para o Serasa ou SPC, mas é algo que costuma complicar a vida do consumidor. Isso porque sobre a dívida – que é aquela parcela da conta que não foi paga na data correta -, incidem os juros do cartão de crédito, que estão entre os mais altos do mercado. Nesse caso, o consumidor entra no que se chama de rotativo do cartão de crédito.

No rotativo, a dívida vai aumentando mês a mês de uma forma expressiva. Hoje, a taxa de juros do crédito rotativo do cartão chega a 355% ao ano, segundo dados do Banco Central. Deixar a dívida do cartão de crédito acumular é, portanto, uma armadilha para a saúde financeira. 

3 dicas para não se enrolar com o cartão de crédito

Para evitar dívidas com o cartão de crédito, é importante usar esse recurso de forma consciente. Veja algumas dicas:

  • Estabeleça um limite de crédito: Ao invés de contar com todo o limite oferecido pela instituição financeira, estabeleça você mesmo um limite de crédito para usar mensalmente no cartão, de acordo com o seu rendimento;
  • Planilha financeira: Crie uma planilha financeira pode ajudar você a se organizar com os gastos e manter as compras dentro do orçamento;
  • Empréstimo pessoal: Se a fatura chegar e você não conseguir pagar o valor dela integralmente, uma opção é pegar um empréstimo pessoal no banco, com juros mais baixos do que o rotativo do cartão, e quitar a fatura.

Veja Também

Como ganhar dinheiro respondendo pesquisas online
Planejar
Há uma semana • 3 min de leitura

Como ganhar dinheiro respondendo pesquisas online

Vale a pena ter um plano odontológico?
Planejar
Há uma semana • 5 min de leitura

Vale a pena ter um plano odontológico?

10 franquias para investir de R$ 5 mil a R$ 10 mil
Planejar
Há 2 semanas • 4 min de leitura

10 franquias para investir de R$ 5 mil a R$ 10 mil