Apresentado por BANCO PAN

Por que o Banco PAN é hoje uma das melhores instituições financeiras para trabalhar?

Desenvolvimento, bem-estar e diversidade estão entre as prioridades da empresa, que ficou entre as cinco primeiras do país no ranking Great Place to Work
Banco PAN: eleito por dois anos consecutivos como uma das melhores empresas para as mulheres trabalharem, de acordo com o ranking da GPTW (2020 e 2021); também foi eleito top 5 entre as instituições financeiras em 2022. (Banco Pan/Divulgação)
Banco PAN: eleito por dois anos consecutivos como uma das melhores empresas para as mulheres trabalharem, de acordo com o ranking da GPTW (2020 e 2021); também foi eleito top 5 entre as instituições financeiras em 2022. (Banco Pan/Divulgação)
e
exame.solutions

Publicado em 07/11/2022 às 07:30.

Última atualização em 07/11/2022 às 10:14.

Referência no mercado de serviços financeiros digitais, o Banco PAN acaba de ser eleito como uma das cinco melhores companhias do mercado financeiro no país para trabalhar. A nomeação veio da consultoria internacional Great Place to Work® (GPTW), que certifica e premia todos os anos as empresas com melhor ambiente de trabalho em mais de 100 países.

O que é GPTW?

O diferencial do ranking GPTW, um dos mais respeitados globalmente no diagnóstico do clima organizacional, é a base para sua análise: a avaliação dos próprios colaboradores. Ou seja, mais do que discursos e projetos no papel, ele considera aquilo que efetivamente é colocado em prática e impacta de forma concreta a satisfação dos funcionários.

Por que o Banco PAN é GPTW?

Para o Banco PAN, o reconhecimento público reforça as iniciativas consistentes que têm sido promovidas pela área de recursos humanos da instituição ao longo dos anos, visando garantir um ambiente inspirador, saudável e de desenvolvimento potencial de seus colaboradores.

“Ter sido classificado entre as cinco melhores organizações financeiras para trabalhar concretiza que o investimento em pessoas está gerando resultados, tanto na perspectiva dos funcionários quanto para o mercado, dado que a empresa passa a se validar como referência em práticas de gestão de pessoas”, comenta Leticia Toledo, superintendente executiva de recursos humanos do Banco PAN.

Benefícios: pacote vai além do convencional e inclui horário flexível, day off, e um período extra de licença-maternidade/paternidade, tanto ao responsável pela criança quanto ao corresponsável, independentemente da configuração familiar. (Banco PAN/Divulgação)

Cultura como diferencial estratégico

A experiência tão positiva dos colaboradores, segundo a instituição, se deve ao papel central da cultura corporativa do negócio. “A cultura traduz a identidade e a essência da organização, é a sustentação da estratégia da empresa e suas transformações”, diz Leticia.

“As pessoas são o motor da nossa estratégia. A partir de uma cultura com propósito, trabalhamos os principais pilares: inovação, pensamento diverso, desenvolvimento dos colaboradores como forma de engajamento, conhecimento e inclusão”, acrescenta.

Para uma evolução constante da percepção coletiva da organização, a chave da proposta do Banco PAN é a escuta ativa: o colaborador tem abertura para compartilhar sua visão sobre os pontos positivos e oportunidades de melhoria da empresa. Com isso, sua contribuição é, de fato, considerada.

Um desses espaços de feedback é a Pesquisa de Clima feita em parceria com a GPTW. Depois de sua aplicação, os resultados são divulgados por área e, em conjunto com os funcionários, são formulados planos de ação específicos para os setores, levando em conta os pontos a desenvolver identificados.

Programas de liderança

O contínuo incentivo ao desenvolvimento espelha também essa cultura que escuta, valoriza e estimula o colaborador. Há uma área específica na organização com a função de apoiar e promover o aprimoramento, desde as equipes até as altas lideranças, com eventos e treinamentos recorrentes.

“Mantemos uma agenda ativa de programas de desenvolvimento e capacitação de nossos funcionários”, conta a superintendente de RH do Banco.

Somente no ano passado, foram mais de 89 mil horas dedicadas à capacitação, uma média de 28 horas por colaborador.

A instituição tem também a plataforma Universidade PAN, com diversos cursos online, e parceria com a Alura, com trilhas específicas voltadas para a tecnologia.

Para as lideranças são oferecidos programas específicos, como o de Desenvolvimento de Alta Liderança, o de Liderança Feminina e o Quero ser Líder ─ voltado para analistas e especialistas que almejam ocupar posições de liderança, que foi implementado em 2021, contou com 80 participantes e 50% foram promovidos após a conclusão.

Desde 2020, a empresa garante o reembolso de metade do valor do curso de pós-graduação ou MBA como incentivo de especialização aos funcionários.

Investimento em pessoas: em 2021, mais de 89 mil horas foram dedicadas à capacitação no PAN, em média 28 horas por colaborador (Banco PAN/Divulgação)

O incentivo ao intraempreendedorismo é mais um diferencial. No programa Inova PAN, por exemplo, os colaboradores apresentam suas ideias e contam com um plano de desenvolvimento e aceleração dos projetos em parceria com uma consultoria especialista no tema. Há também o Iniciativas de Valor, voltado para a melhoria contínua, sendo outro programa que valoriza e implementa as sugestões dos colaboradores.

Existe ainda o PAN X, uma rede interna de compartilhamento de informações, conhecimento e experiências, em que os próprios colaboradores ministram treinamentos relacionados a temas que dominam. No ano passado, 20 multiplicadores levaram sua expertise aos colegas.

Além desses, novos projetos estão a caminho, segundo Leticia. Um deles é o Programa de Mentoring, que visa formar e preparar os gestores para transferir conhecimentos e formar novos líderes, partindo da cultura, do cenário e dos desafios da organização. “Desta forma, é criado um círculo de conversas de carreira e formação contínua da liderança”.

Saúde e bem-estar

Os benefícios relacionados à qualidade de vida são mais um indicador importante que posiciona o Banco PAN entre as melhores empresas do mercado financeiro para trabalhar.

Mais do que o pacote convencional de benefícios – vale-refeição, vale-alimentação, vale-transporte, assistência médica e odontológica, seguro de vida –, os mais de 2,8 mil funcionários contam com horário flexível, day off, vacinação contra gripe (inclusive dependentes), sala de aleitamento, psicoterapia e até incentivo financeiro à prática de esportes.

Futuras mães, sejam funcionárias, sejam dependentes, têm acompanhamento multidisciplinar de saúde durante a gestação e no pós-parto. Além de fazer parte do programa do governo Empresa Cidadã, que prorroga a licença-maternidade e paternidade, o Banco concede ainda um período extra de licença, tanto ao responsável pela criança quanto ao corresponsável, independentemente da configuração familiar.

Para o cuidado com a saúde mental, há uma série de iniciativas voltadas para conhecimento, prevenção e apoio. Entre elas, conteúdos de conscientização sobre o tema, rodas de conversa, ações de autocuidado (como aulas de ioga e mindfulness, massagem e auriculoterapia gratuitos), telemedicina 24 horas, sessões mensais gratuitas de psicoterapia online e serviço social in company.

Dia Mundial da Alimentação: benefícios relacionados à qualidade de vida contribuem para que o Banco PAN esteja entre uma das melhores empresas do mercado financeiro para trabalhar (Banco PAN/Divulgação)

Diversidade e inclusão

Outro fator para o alto nível de satisfação dos empregados é a relevância dada a D&I, visto pelo Banco como valor fundamental para um ambiente inovador e produtivo. A empresa possui uma política corporativa e um Guia de Diversidade e Inclusão, que reforçam as responsabilidades e as diretrizes do PAN na questão.

As ações associadas a essa agenda são inúmeras. Leticia destaca as principais: “Metas de representatividade; grupos de afinidade envolvendo os colaboradores ativamente nessa agenda para propor iniciativas; programas de desenvolvimento específicos para grupos sub-representados; ações recorrentes de conscientização e capacitação; avaliação de benefícios específicos; e participação em eventos de empregabilidade”.

Um exemplo de iniciativa é o Bootcamp DiversiData Tech, em que a companhia ofereceu, em duas edições, 2 mil bolsas de estudos de formação profissional em tecnologia (Analytics e Dados), com foco em pessoas de baixa renda e grupos sub-representados.

(Arte/Exame)

“Além dos programas de desenvolvimento para a liderança feminina e pessoas com deficiência, há também um novo programa afirmativo de formação de talentos negros, cujo objetivo é acelerar a carreira desses profissionais. Ele visa impulsionar habilidades relacionais e de negócio, além do protagonismo negro na definição de sua própria jornada”, conta a superintendente.

A organização é ainda signatária dos Princípios de Empoderamento das Mulheres da ONU e, por dois anos seguidos, foi reconhecida no ranking de melhores empresas para mulheres trabalharem (GPTW) – no ano passado, esteve entre as três melhores instituições financeiras.

Programa de Estágio do Banco PAN: inscrições abertas

Essa pluralidade é um fator considerado na companhia desde os programas de entrada, como o Programa de Estágio 2023, que está com inscrições abertas de 11 de outubro a 7 de novembro (informações aqui).

“Um dos grandes diferenciais para o estagiário é a trilha de aprendizagem composta de treinamentos, avaliações de desempenho, feedbacks e encontros com a área de Pessoas para apoiar sua jornada. O objetivo é que, ao final do programa, o participante tenha total preparo para realizar entregas de qualidade, além de assumir novos desafios e posições”, destaca Leticia Toledo.

A proposta do estágio, segundo ela, acompanha a filosofia que faz do Banco PAN uma das melhores instituições financeiras para trabalhar, oferecendo um ambiente profissional saudável, diverso e com oportunidades de desenvolvimento.

“Assim, criamos um círculo virtuoso que se retroalimenta: atraímos porque desenvolvemos, retemos porque ensinamos e, consequentemente, fortalecemos a nossa marca empregadora e o engajamento de nossos colaboradores”, conclui.

Veja Também

Como emitir nota fiscal pelo MEI?
Planejar
Há uma semana • 6 min de leitura

Como emitir nota fiscal pelo MEI?

Vale a pena contratar crédito para quitar as dívidas?
Planejar
Há 2 semanas • 5 min de leitura

Vale a pena contratar crédito para quitar as dívidas?