Como pagar IPVA atrasado? Saiba como funciona e quais as consequências

Alguns estados permitem o parcelamento do imposto. Outra opção é recorrer a um empréstimo pessoal para quitá-lo
IPVA: atraso no pagamento pode gerar cobrança de multa, juros, e até a inscrição do contribuinte na dívida ativa (Wagnerokasaki/Getty Images)
IPVA: atraso no pagamento pode gerar cobrança de multa, juros, e até a inscrição do contribuinte na dívida ativa (Wagnerokasaki/Getty Images)
D
Da Redação

Publicado em 18/07/2022 às 10:00.

Última atualização em 20/07/2022 às 17:29.

O que é IPVA?

O IPVA é um imposto obrigatório para quem é dono de veículos automotores no Brasil. O dinheiro arrecadado com esse imposto é usado, ao menos em teoria, para investir em serviços públicos na área de transporte. Mas não é só isso: ele também pode ser destinado a áreas como saúde, educação e segurança, por exemplo.

Cobrado anualmente dos contribuintes, o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) pode ser pago em uma única cota no começo do ano ou dividido em parcelas ao longo dos meses. Essa escolha – à vista ou parcelado – deve ser feita logo no começo do ano, seguindo o calendário apresentado pelo Detran do estado onde o carro está registrado.

Se, ao longo do ano, o contribuinte se esquecer de pagar uma das parcelas do IPVA ou não conseguir quitá-la por qualquer outro motivo, terá que arcar com a incidência de juros e multas.

Essa punição varia de acordo com a localização de registro do automóvel, já que a cobrança do IPVA atrasado cabe ao Detran, que é um órgão estadual.

Como consultar o IPVA?

De uns tempos para cá ficou muito fácil consultar o valor do IPVA a ser pago. É possível fazer isso no site do banco onde o contribuinte tem conta ou no aplicativo da instituição financeira.

De forma geral, os bancos trazem uma aba de pagamentos destinada a impostos – é preciso, então, encontrar ali onde está o IPVA.

Para consultar o valor devido basta inserir o número do Renavam do veículo (você pode achá-lo no documento do carro). Os terminais de autoatendimento dos bancos também permitem a consulta.

Além disso, o contribuinte pode consultar o IPVA no site da Secretaria da Fazenda do estado onde o veículo está registrado ou na página do Detran estadual.

Ao fazer essa consulta, em qualquer uma das plataformas, o contribuinte conseguirá ver se existem débitos em atraso do IPVA.

Como pagar IPVA atrasado?

Caso a consulta ao IPVA indique algum débito a ser pago, haverá a opção de fazer o pagamento direto na plataforma do banco, já com os juros e multa adicionados. Se a consulta estiver sendo feita no site da Secretaria da Fazenda, o contribuinte terá a opção de emitir uma guia bancária para regularização do débito. Essa guia, quando emitida, já traz os valores corrigidos, e aí basta pagá-la no banco ou em uma casa lotérica.

Como parcelar IPVA atrasado?

Sempre existe a opção de parcelar um débito, até mesmo uma conta ou imposto em atraso, mas, de forma geral, escolher pagar à vista faz o contribuinte economizar, já que pagará menos juros.

Alguns estados permitem o parcelamento do IPVA atrasado, mas não todos. Se você não tiver o valor total para fazer o pagamento do IPVA atrasado, pode recorrer a um empréstimo bancário. Nesse caso, é fundamental avaliar as taxas de juros cobradas e o valor da parcela que será gerada, para checar se caberá no seu orçamento. Na internet é possível simular a contratação de empréstimo pessoal em diferentes instituições financeiras, compará-las e escolher a melhor opção.

O que acontece se eu não pagar o IPVA?

Como o IPVA é um imposto cobrado pelo Estado, o não pagamento traz consequências ao contribuinte. A primeira delas é a cobrança de multas e juros.

A segunda é o impedimento do licenciamento do veículo. Isso mesmo: IPVA atrasado impede o dono do carro de fazer o licenciamento e, sem ele, o documento do automóvel ficará irregular.

Com o documento irregular, caso seja parado pelas autoridades, o dono do veículo será autuado por infração de trânsito e o carro será apreendido, até regularização do débito.

Por fim, o não pagamento do IPVA pode levar o contribuinte a ser inscrito na dívida ativa, um cadastro de devedores do governo. Isso pode atrapalhar muito a vida do consumidor, que terá dificuldade para obter crédito nas instituições financeiras.

Veja Também

10 golpes virtuais para ficar atento
Organizar
Há 2 semanas • 6 min de leitura

10 golpes virtuais para ficar atento

Como descobrir se você é beneficiário de um seguro de vida
Organizar
Há 3 semanas • 4 min de leitura

Como descobrir se você é beneficiário de um seguro de vida