Quem tem direito ao bolsa empreendedor SP; benefício oferece R$ 1 mil em auxílio

Programa do Governo do Estado de São Paulo oferece também curso de qualificação em parceria com o Sebrae. Confira como participar
Bolsa Empreendedor: iniciativa é voltada a empreendedores informais em situação de vulnerabilidade (FG Trade/Getty Images)
Bolsa Empreendedor: iniciativa é voltada a empreendedores informais em situação de vulnerabilidade (FG Trade/Getty Images)
D
Da RedaçãoPublicado em 09/09/2022 às 08:00.

O Bolsa Empreendedor está com inscrições abertas até outubro. O programa, parte do pacote Bolsa do Povo, criado pelo Governo do Estado de São Paulo, tem o objetivo de apoiar os empreendedores informais em situação de vulnerabilidade e as ofertas aos beneficiados estão estruturadas em três pilares:

  1. Bolsa-auxílio: no valor de R$ 1 mil, pagos 2 parcelas de R$ 500.2. Capacitação: curso de empreendedorismo do SEBRAE com fundamentos de negócio para criar ou fortalecer o empreendimento.3. Formalização: orientações sobre formalização via MEI, que garante acesso a direitos como aposentadoria, salário-maternidade e auxílio-doença.

 Quem tem direito ao Bolsa Empreendedor?

- Ter mais de 18 anos

- Ser alfabetizado

- Estar desempregado ou ser MEI (Microempreendedor Individual)

- Morar no Estado de São Paulo

A prioridade, no entanto, é para as pessoas com baixa renda, mulheres, jovens entre 18 e 35 anos, pretas(os), pardas(os), indígenas ou PCD.

Como se inscrever no Bolsa Empreendedor?

Basta acessar o portal do Bolsa do Povo e clicar no campo “Bolsa Empreendedor – clique aqui para se inscrever”.

O valor da bolsa será dividido em duas parcelas de R$ 500: no dia 20 de cada mês, em até 60 dias depois da finalização do curso. Será feito através de cartão e o beneficiário receberá um comunicado, via SMS/E-mail, informando que o seu benefício está disponível.

Para receber a 1ª parcela, é preciso ter presença em 75% do curso ao vivo e 80% no espaço online interativo do “Empreenda rápido” – ambos oferecidos pelo Sebrae. 

Além disso, há exigência quanto à formalização com CNPJ no Estado de São Paulo (exemplo: abertura de MEI – Microempreendedor Individual). Lembrando que mesmo que já possua, o MEI deve estar ativo. Para o pagamento da 2ª parcela, a MEI/CNPJ deve estar ativa no momento da liberação.

Veja Também

Tesouro Selic ou IPCA: o que são – e em qual investir?
Organizar
Há 2 dias • 6 min de leitura

Tesouro Selic ou IPCA: o que são – e em qual investir?

Dividendos: o que são, como funcionam e como investir?
Organizar
Há 2 dias • 5 min de leitura

Dividendos: o que são, como funcionam e como investir?

O que é consumo consciente e como entrar nessa onda
Organizar
Há 2 semanas • 4 min de leitura

O que é consumo consciente e como entrar nessa onda

O que é melhor: casamento com separação ou partilha de bens?
Organizar
Há 2 semanas • 4 min de leitura

O que é melhor: casamento com separação ou partilha de bens?

Herança: é possível herdar dívidas do parente que morreu?
Organizar
Há 2 semanas • 3 min de leitura

Herança: é possível herdar dívidas do parente que morreu?

IOF de financiamento: entenda como funciona e como calcular
Organizar
Há 4 semanas • 5 min de leitura

IOF de financiamento: entenda como funciona e como calcular