Que tal aproveitar a Black Friday pra comprar tranquilidade financeira?

A data oferece oportunidades muito interessantes de compra, mas também abre caminhos para facilitar que consumidores inadimplentes negociem suas dívidas
O consumidor precisa tomar cuidado para não se deixar levar pelos descontos imperdíveis da Black Friday, assumindo compromissos financeiros maiores do que ele é capaz de cumprir (Freepik/Divulgação)
O consumidor precisa tomar cuidado para não se deixar levar pelos descontos imperdíveis da Black Friday, assumindo compromissos financeiros maiores do que ele é capaz de cumprir (Freepik/Divulgação)
M
Meu AcertoPublicado em 25/11/2021 às 19:18.

O comércio e os consumidores brasileiros vivem, nesta sexta-feira, 26, uma das datas mais esperadas do ano pelo varejo: a Black Friday. Cartazes de promoção estampando as vitrines das lojas, descontos imperdíveis espalhados pelos e-commerce do país, shoppings investindo em estratégias de marketing para atrair o maior número possível de consumidores. O movimento é grande e é impossível passar por essa data sem ser impactado pelas ofertas tentadoras de compra.

É fato que a Black Friday oferece oportunidades muito interessantes para quem anda querendo adquirir produtos ou contratar serviços e, inclusive, é uma boa chance para os consumidores que estão em busca de condições atrativas para antecipar os presentes de fim de ano. Certamente você já sabe que, se esse for o seu caso, vale a pena dar uma garimpada no comércio hoje (físico ou eletrônico), em busca de alguma oportunidade que vale mesmo a pena.

Mas, uma coisa que você e muita gente pode não saber é que não é só na oferta de produtos e serviços que as condições de Black Friday podem ser interessantes e favoráveis ao bolso. Os consumidores inadimplentes, que precisam negociar suas dívidas e limpar o seu nome nos órgãos de proteção ao crédito, também podem aproveitar as oportunidades desta data tão importante para o varejo.

Quer saber como? É só continuar acompanhando!

Descontos de Black Friday para negociar dívidas

A Meu Acerto, plataforma de negociação digital de dívidas, está com uma campanha promocional de Black Friday, que oferece condições inéditas para os consumidores negociarem suas pendências com diversas instituições financeiras. A ação, que segue até o fim do mês de novembro, garante até 98% de desconto no valor da dívida e parcelamento em até 48 vezes.

“Entendemos que fazia sentido aproveitar a data de incentivo ao consumo para mostrar aos brasileiros que estão endividados que a maior oportunidade para eles nesta Black Friday é comprar, com condições atrativas, a própria tranquilidade financeira”, explica o economista e cofundador da empresa, Pedro Lima. Segundo o executivo, por meio da plataforma da Meu Acerto, é o cliente que escolhe a proposta que faz mais sentido para a sua realidade financeira. “O nosso objetivo é empoderar o consumidor, dando a ele as ferramentas capazes de ajudá-lo a sair dessa situação de endividamento”, completa.

A Meu Acerto, que já ajudou mais de 1 milhão de consumidores a saírem da inadimplência, intermedia a negociação de dívidas entre os clientes e diversas instituições — bancos, empresas do setor de telecomunicações e grandes redes varejistas —, entre elas Inter, Banco Original, Carrefour, Banco BMG e Riachuelo. “O consumidor que aproveitar as condições da Black Friday para negociar suas pendências terá condições de entrar em 2022 com o pé direito, já que terá seu nome limpo de volta e, junto com ele, mais tranquilidade na vida financeira”, finaliza Pedro Lima.

A linha tênue entre o consumo e o desequilíbrio financeiro

Não dá pra falar de Black Friday e de endividamento sem estabelecer uma relação direta entre o consumo — exagerado e inconsciente, é válido ressaltar — e os riscos que ele pode trazer à saúde financeira dos consumidores. O Índice de Saúde Financeira do Brasileiro (I-SFB), divulgado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), apontou que quase 70% dos brasileiros gastam mais do que ganham. Consegue perceber o alerta que esse dado nos acende em relação a uma data que visa, exatamente, incentivar gastos?

É por isso que o consumidor precisa tomar cuidado para não se deixar levar pelos descontos imperdíveis da Black Friday, assumindo compromissos financeiros maiores do que ele é capaz de cumprir. É preciso se planejar financeiramente para este momento e buscar ferramentas e conhecimentos que nos ajudem a não cair em pegadinhas típicas deste período. Se certificar da segurança do site antes de fazer uma compra e utilizar comparadores de preço, por exemplo, são excelentes caminhos a serem seguidos nesse sentido.

O mais importante é ter em mente que o consumo consciente é o maior aliado da saúde do seu bolso e que definir objetivos financeiros adequados para o seu momento de vida é imprescindível para que você não chegue em datas como a Black Friday vulnerável a cair em tentações que vão te trazer prejuízos a médio e longo prazo. Muitas das oportunidades de compra que encontramos neste período são excelentes, mas melhor mesmo estarmos em paz com a nossa consciência e com o equilíbrio da nossa vida financeira.