VALE - como preservar o lucro e ainda ficar no jogo

Resumindo, com essa estratégia consegue-se navegar no melhor dos mundos...
I
Investidor em Ação

Publicado em 14/02/2017 às 13:58.

Última atualização em 24/02/2017 às 07:17.

A alta da bolsa de valores tem surpreendido. Ela se fundamenta na forte elevação recente do preço das commodities, entre outras razões. Ontem, tivemos como principal ator as ações preferenciais da Vale - que tiveram expressiva alta (VALE5 +6,80%).

Em decorrência da forte alta experimentada nos últimos três meses, quem possui ações da VALE5 pode recorrer a  uma estratégia defensiva utilizando-se opções de compra sobre a ação.

O objetivo da estratégia é preservar o lucro obtido para quem investiu na ação recentemente. Vale observar que o mercado realiza lucro com a VALE5 hoje, tendo o preço da ação recuado 3,87% às 13h51. Certamente isso é um indicativo de que os investidores resolveram botar no bolso o resultado das últimas altas no preço da ação - e, muito provavelmente, boa parte deles, realizou a estratégia descrita abaixo.

Vende-se a ação possuída no mercado à vista e, simultaneamente, compra-se a opção de compra sobre a VALE5 - na mesma quantidade -, que pode ser  tanto a opção VALEC4 (com exercício a R$ 34,98/opção) como a VALEC5 (com exercício a R$ 35,98/opção). Ambas com vencimento para 20/03/2017.

A diferença em relação a se realizar a estratégia com uma ou outra opção se dá pelo fato de que na VALEC4 coloca-se "no jogo" um prêmio de cerca de R$ 1,09/opção; enquanto que na VALEC5, o prêmio é de cerca de R$ 0,77/opção.

Ao analisar a estratégia para a opção de Vale VALEC4, percebe-se que o risco de perda assumido na compra da opção é de cerca de 3,34% (R$ 1,09) do valor da ação à vista - se a opção virar pó (não valer nada) no vencimento do contrato em Março.

Por outro lado, ao vender a ação, consegue-se sair do risco de que ela venha a cair em futuro próximo. Apesar de não se esperar esse comportamento para a ação, o risco sempre existe. Assim, é melhor realizar o lucro e preservar o patrimônio.

Porém, não se pode garantir que o preço da ação caia a partir de agora, então para conseguir se beneficiar de uma eventual alta, caso ela aconteça, compra-se a opção indicada que começará a trazer algum resultado positivo caso o preço da ação à vista esteja acima do preço de exercício da opção no momento do exercício; ou seja, acima de R$ 34,98/ação.

Resumindo, com essa estratégia consegue-se navegar no melhor dos mundos: evita-se o risco de que a ação caia e seu investimento se desvalorize, ao mesmo tempo em que preserva-se a possibilidade de se beneficiar da alta da ação, caso esta supere os R$ 34,98 na data do exercício das opções em 20/03;2017.

Para complementar, posto uma tabela de probabilidade para os preços da VALE5 calculada até 20/03/2017. Ela é baseada no retorno médio do preço da ação nos últimos 3 meses e na perspectiva de queda  dos preços  da ação até R$ 28,04 ou na sua alta até R$ 39,98, tomando-se como referência uma volatilidade histórica do papel de cerca de 56% ao ano nos últimos 3 meses.

vale-14-02-2017

-