O efeito de Mohamed Salah na redução do preconceito religioso

Estudos apontam o efeito social positivo da chegada de Mohamed Salah ao time do Liverpool
 (Peter Cziborra/Reuters)
(Peter Cziborra/Reuters)
Por Impacto SocialPublicado em 26/05/2022 09:00 | Última atualização em 20/05/2022 12:31Tempo de Leitura: 3 min de leitura
O conteúdo desse blog é gerenciado pelo Insper Metricis, o núcleo do Insper especializado em realizar estudos sobre estratégias organizacionais e práticas de gestão envolvendo projetos com potencial de gerar alto impacto socioambiental. 

Por Leandro S. Pongeluppe*

A final da famosa UEFA Champions League 2022 já tem data, hora e local marcados. Liverpool F.C. e Real Madrid C.F. se enfrentarão dia 28 de maio, às 16 horas (horário de Brasília), no Stade de France, em Paris. Para os apaixonados por futebol, o jogo promete ser impactante. Contudo, o impacto social de um dos protagonistas dessa festa já se mostrou positivo para além das quatro linhas. É o caso do efeito de Mohamed Salah na redução da islamofobia em Liverpool (Reino Unido).

Em estudo publicado na American Political Science Review e elaborado por quatro pesquisadores – Ala’ Alrababa’h, William Marble, Salma Mousa e Alexandra A. Siegel –, os autores estimam o efeito social positivo da chegada de Mohamed Salah ao time do Liverpool.

O trabalho utiliza a técnica de controle sintético para avaliar a evolução dos crimes de ódio contra muçulmanos antes e depois da chegada de Mo Salah ao Liverpool F.C. O estudo conta com dados de 25 jurisdições policiais distintas na Inglaterra, as quais foram usadas para construir um cenário contrafactual representando o que teria acontecido na ausência do jogador. Dessa forma, foi possível comparar o número de crimes de ódio conta muçulmanos ocorridos na região de Liverpool versus o que possivelmente teria acontecido caso Mo Salah não tivesse assinado com a equipe local. Os resultados apontam uma redução de 16% nos crimes de islamofobia na jurisdição policial que cobre a área de Liverpool após a chegada do craque egípcio.

O estudo vai além e verifica o comportamento dos torcedores do Liverpool F.C. no Twitter em comparação com cinco outras equipes da Premier League, Manchester United F.C., Arsenal F.C., Chelsea F.C., Manchester City F.C. e Everton F.C. Os resultados mostram que, após a chegada de Salah, houve uma redução de 47,8% na proporção de tweets com conteúdo anti-islâmico entre os torcedores dos Reds.

Por fim, os autores realizaram um experimento aleatorizado pela internet junto aos fãs do Liverpool. Os resultados mostram que Mo Salah contribuiu para o aumento da tolerância religiosa entre os torcedores, fazendo com que estes elevassem em 18% a visão sobre a compatibilidade entre valores islâmicos e britânicos.

Mohamed Salah volta a campo com os Reds para mais uma final no dia 28. A promessa de assistências e gols é grande, sobretudo dada a rivalidade entre as duas equipes (basta lembrar que ambas já se enfrentaram na final da Champions de 2018, quando a equipe merengue levou a melhor). Este ano Salah já avisou que será diferente. Uma coisa é certa, ganhando ou perdendo, o atacante egípcio já causou impacto mais do que positivo, dentro e fora de campo. 

*Leandro S. Pongeluppe é especialista em avaliação de impacto socioambiental. Ph.D. pelo departamento de gestão estratégica da Rotman School of Management, University of Toronto. Leandro é recém-contratado professor assistente da Wharton School, University of Pennsylvania. Seus principais interesses de pesquisa são compreender como a gestão de organizações pode contribuir com o avanço dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU.