Temer adia férias para fechar lista de novas medidas econômicas

Auxiliares do presidente afirmaram que a equipe econômica tem “no forno pelo menos 20 medidas que podem dar um fôlego para a economia”
 (Agência Brasil)
(Agência Brasil)
B
Brasília em PautaPublicado em 27/12/2016 às 16:23.

O presidente Michel Temer (PMDB) não quer descanso no recesso de final de ano. No final da tarde desta terça-feira (27), o peemedebista se reunirá com os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira.

De acordo com interlocutores do presidente, Temer convocou a equipe econômica para que eles avaliem a viabilidade de anunciar novas medidas de estímulo à economia do país.

Menos de uma semana após anunciar um combo de medidas econômicas – como a liberação do saque integral do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço de contas inativas – o governo deve revisitar uma lista de ações que chegaram a ser cogitadas, mas foram “arquivadas” temporariamente.

Auxiliares de Temer afirmaram que a equipe econômica tem “no forno pelo menos 20 medidas que podem dar um fôlego para a economia brasileira”.

“Temer está preocupado principalmente em conter a elevada da taxa de desemprego e em reduzir o custo do crédito. Ao lado de Meirelles e Dyogo, Temer deve revisitar as medidas para ver se algumas podem ser colocadas em prática”, disse uma fonte próxima do presidente ao Brasília em Pauta.