Para travar cassação, Temer aposta tudo em reforma da Previdência

Presidente tem pedido a aliados para que matéria seja votada até o final de março na Câmara dos Deputados
 (Marcos Corrêa/Agência Brasil)
(Marcos Corrêa/Agência Brasil)
B
Brasília em PautaPublicado em 26/12/2016 às 13:09.

Diante dos rumores de que o ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), estaria inclinado a apresentar relatório-voto favorável a cassação da chapa dos candidatos Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB) nas eleições de 2014, o peemedebista estaria apostando todas as suas fichas na reforma da Previdência para impedir a cassação de seu mandato.

Interlocutores de Temer afirmaram ao Brasília em Pauta que o presidente tem pedido a aliados que a matéria seja votada até o final de março na Câmara dos Deputados.

"Temer sabe que a aprovação de uma matéria tão polêmica comprovaria a governabilidade de sua gestão e reforçaria o compromisso de seu governo com a recuperação da economia do país", explicou uma fonte próxima ao peemedebista.

Para Temer, a comprovação de que "seu governo está conduzindo o país para o caminho certo" inibiria qualquer apoio do TSE a "cassação de seu mandato como presidente".