UE pode aprovar em março vacina da Johnson&Johnson contra covid-19

Imunizante da J&J só precisa de uma dose. Meta da UE é vacinar 70% de toda a população adulta até o fim do verão do hemisfério norte

A Agência Europeia de Medicamentos pode aprovar a vacina contra a covid-19 da Johnson & Johnson no início de março e a UE pode começar a distribuí-la no final do mesmo mês, disse a ministra da Indústria francesa, Agnès Pannier-Runacher, neste domingo.

A vida está mais complexa, a rotina mais intensa, mas a EXAME Academy pode ajudar a manter a mente em foco

A União Europeia (UE) vai aprovar a vacina "no início de março, pois a agência europeia de medicamentos está revisando todas as informações fornecidas pela Johnson & Johnson para poder disponibilizá-la ao mercado", disse Pannier-Ruancher ao canal de televisão France 3.

As primeiras doses devem "chegar no final de março ou início de abril", acrescentou, embora os prazos ainda estejam sendo discutidos com o laboratório.

"É uma boa notícia porque essa vacina só precisa de uma dose, mas é possível que exija injeções de reforço, ainda não sabemos", disse.

De acordo com um gráfico divulgado pela Comissão Europeia na quinta-feira, a UE deve receber até o fim de junho quase 600 milhões de doses de vacinas, caso todas as entregas aconteçam de acordo com o planejado.

A UE estabeleceu a meta de vacinar 70% da população adulta, ou seja, 225 milhões de pessoas, até o final do verão (hemisfério norte, inverno no Brasil).

O governo dos Estados Unidos autorizou ontem a vacina contra a covid-19 da Johnson & Johnson, permitindo que mais milhões de norte-americanos sejam imunizados nas próximas semanas e preparando a vacina para aprovações adicionais em todo o mundo.

A vacina da J&J é a terceira autorizada nos Estados Unidos, depois das da Pfizer/BioNTech e da Moderna, ambas com duas doses.

A Food and Drug Administration (FDA, agência federal dos EUA que supervisiona desde qualidade de medicamentos a alimentos) anunciou a autorização de uso emergencial da vacina da J&J para adultos com 18 anos ou mais após o endosso unânime na sexta-feira pelo painel de especialistas externos da agência.

Os embarques para os locais de vacinação devem começar neste domingo ou na segunda-feira.

Já a Agência Europeia de Medicamentos pode aprovar a vacina contra a covid-19 da Johnson & Johnson no início de março e a UE pode começar a distribuí-la no final do mesmo mês, disse a ministra da Indústria francesa, Agnès Pannier-Runacher, neste domingo.

A União Europeia (UE) vai aprovar a vacina "no início de março, pois a agência europeia de medicamentos está revisando todas as informações fornecidas pela Johnson & Johnson para poder disponibilizá-la ao mercado", disse Pannier-Ruancher ao canal de televisão France 3.

As primeiras doses devem "chegar no final de março ou início de abril", acrescentou, embora os prazos ainda estejam sendo discutidos com o laboratório.

"É uma boa notícia porque essa vacina só precisa de uma dose, mas é possível que exija injeções de reforço, ainda não sabemos", disse.

De acordo com um gráfico divulgado pela Comissão Europeia na quinta-feira, a UE deve receber até o fim de junho quase 600 milhões de doses de vacinas, caso todas as entregas aconteçam de acordo com o planejado.

A UE estabeleceu a meta de vacinar 70% da população adulta, ou seja, 225 milhões de pessoas, até o final do verão (hemisfério norte, inverno no Brasil).

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também