Trump promove Regeneron, tratamento em teste, como cura da covid-19

Em anúncio feito no gramado da Casa Branca, presidente americano disse que irá disponibilizar droga de graça

O presidente americano, Donald Trump, gravou e divulgou um vídeo nesta quarta-feira, 7, defendendo e promovendo o medicamento da farmacêutica Regeneron como “cura” para a covid-19. “É muito mais do que uma terapia, você vai ficar bem, como eu fiquei”, disse em vídeo publicado no Twitter (assista abaixo) e gravado no gramado da Casa Branca. “Eles chamam de terapia, mas pra mim não foi apenas uma terapia, simplesmente me fez ficar bom. Eu chamo de cura”.

Trump, que foi diagnosticado com covid-19 na última semana e passou o final de semana no hospital militar Walter Reed, retornou a Washington na última segunda, mas segue em quarentena.

O tratamento dele nos últimos dias incluiu o REGN-COV2, nome do medicamento da farmacêutica Regeneron, que utiliza um coquetel de anticorpos para prevenir e tratar a doença. Além da medicação, também foi prescrito para Trump vitamina D, zinco, famotidina, melatonina e uma aspirina, segundo boletim médico divulgado na última semana.

Apesar da promoção de Trump da droga, ela é incipiente. Há apenas dois meses, a Regeneron divulgou o resultado, à época ainda não revisados por pares, de que o medicamento funcionava em animais, tendo sido bem sucedido nos testes em macacos e hamsters, acrescentando que espera que o medicamento possa funcionar em humanos.

Semanas depois, a empresa fechou uma parceria com a Roche, para fabricação e distribuição do farmáco. Durante o pronunciamento, Trump afirmou que a ideia de tomar Regenoron era dele, que falou com a empresa e solicitou o tratamento ao corpo de médicos responsável.

O tratamento, no entanto, é promissor: resultados iniciais nos Estados Unidos sugerem que a aplicação do remédio reduz o tempo de estadia em hospitais, principalmente se administrado nos estágios iniciais do tratamento.

É preciso lembrar que ainda inda não há tratamento aprovado para o coronavírus e, segundo o jornal americano The New York Times, o Regeneron ainda não foi autorizado pela FDA (equivalente americano da Anvisa). Por causa disso, as empresas podem prover acesso a medicações experimentais, como o Regeneron através do chamado “uso por compaixão”: uma opção quando todas as outras opções já falharam.

“Eles chamam de terapia, mas pra mim não foi apenas uma terapia, simplesmente me fez ficar bom. Eu chamo de cura”.
— Donald Trump, sobre o Regeneron

“Se você está no hospital e está se sentindo muito, nós vamos trabalhar para que você consiga e consiga de graça. Especialmente se você for um cidadão sênior, vamos fazer isso rápido. Temos centenas de milhares de doses prontas”, disse Trump.

Leia mais sobre o estado de saúde de Trump

 

 

 

 

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.