Hospital, sim; cloroquina, não: o tratamento de Trump contra COVID-19

Prinicipal tratamento é um remédio da startup Regeneron, medicação ainda em fase de testes clínicos

O presidente americano Donald Trump não usará a hidroxicloroquina como parte de seu tratamento contra a covid-19. De acordo com o médico da Casa Branca, Sean Conley, Trump se tratará com uma injeção de oito gramas de uma droga de anti-corpos experimental elaborada pela startup americana Regeneron. Além disso, de acordo com o jornal “The Washington Post”, o presidente deve ser levado ao Hospital Walter Reed ainda nesta sexta para tratar a doença.

Segundo relatório médico da Casa Branca, Trump está cansado mas está bem. Além do fármaco experimental, o presidente também está recebendo zinco, vitamina D, famotidina, melatonina e uma aspirina por dia. Trump, que atualmente está em campanha de reeleição para a presidência, confirmou durante a madrugada desta sexta-feira, 2, que contraiu a doença, em postagem no Twitter pessoal do próprio presidente. A primeira-dama Melania Trump também foi diagnosticada com a doença causada pelo novo coronavírus.

Com 74 anos de idade, Trump é parte do grupo de risco da doença. Segundo reportagem do jornal “The New York Times”, o mandatário está com sintomas moderados de um resfriado comum. 

Com a doença de Trump, o presidente ficará em quarentena ao menos até a semana do próximo debate, que estava marcado para 15 de outubro. Ainda não está claro como ter o presidente com covid-19 vai impactar a corrida eleitoral

A droga da Regeneron ainda está em fase de testes clínicos e a empresa divulgou resultados com voluntários no final de setembro.

Mais cedo hoje, o vice-presidente no governo Trump, Mike Pence, também teve teste negativo para o coronavírus. Outros secretários do governo que estiveram com Trump também não estão infectados.

O candidato democrata à presidência americana, Joe Biden, afirmou que não está com covid-19. O ex-vice-presidente publicou em seu Twitter que seu teste para o novo coronavírus deu negativo, e seus médicos divulgaram nota sobre o resultado. Biden e Trump se enfrentaram em debate presidencial na última terça-feira, 30.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.