Taxa de contágio da covid-19 volta a subir após semana de queda no Brasil

Cálculo feito pelo Imperial College London estima que novo coronavírus fará 7.220 novas vítimas nesta semana

A taxa de contágio pelo novo coronavírus no Brasil voltou a subir nesta semana, segundo o Imperial College London, no Reino Unido, após uma queda observada na semana passada.

No último domingo, a taxa de transmissão (Rt) voltou a ser de 1 ponto — número que indica que um indivíduo infectado é capaz de infectar outra pessoa —, o que pode mostrar que o país não conseguiu manter o número positivo da última semana, que estava abaixo de 1 pela primeira vez desde abril.

O cálculo feito pela universidade leva em conta o número de mortes de um país. Segundo o Imperial College, do dia 24 para o dia 25 foram confirmados novos 17 mil casos e 565 mortes no Brasil. A estimativa para essa semana é que a doença fará 7.220 novas vítimas.

O total de infectados por aqui é de 3.622.861 e 115.309 pessoas morreram. No relatório, a universidade afirma que o número de mortes no Brasil estava mudando e que “os resultados devem ser interpretados com cautela”. 

O país é o segundo mais afetado pela doença no mundo, atrás somente dos Estados Unidos, que tem 5.780.141 casos confirmados e cerca de 4,1% da população infectada. 

A Índia, terceiro país com o maior número de doentes (3.234.474), tem uma Rt de 1,01. Com 968.297 infectados, a Rússia é o quarto país mais afetado pela covid-19 e tem uma taxa de transmissão de 0,93.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.