Ciência

SpaceX, de Musk, realiza o 1º voo do foguete mais poderoso da história nesta segunda-feira

O lançamento está marcado para as 07h do horário local (09h no horário de Brasília) a partir da enorme base texana da empresa espacial privada, de propriedade do bilionário Elon Musk

SpaceX: ada voo da Starship poderia custar "menos de US$ 10 milhões (Paul Hennessy / SOPA Images/Getty Images)

SpaceX: ada voo da Starship poderia custar "menos de US$ 10 milhões (Paul Hennessy / SOPA Images/Getty Images)

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 17 de abril de 2023 às 06h00.

Última atualização em 17 de abril de 2023 às 07h17.

A SpaceX planeja realizar nesta segunda-feira, 17, o primeiro voo de teste do Starship, o foguete mais poderoso já construído, projetado para enviar astronautas à lua e talvez além.

O lançamento está marcado para as 7h do horário local (9h no horário de Brasília) a partir da enorme base texana da empresa espacial privada, de propriedade do bilionário Elon Musk. Se a tentativa de segunda-feira for adiada, outros lançamentos estão programados para a mesma semana.

A Nasa, agência espacial americana, escolheu a cápsula Starship para transportar seus astronautas à Lua como parte da missão Artemis III, programada para decolar no final de 2025.

Foguete mais poderoso da história

A Starship consiste em uma cápsula reutilizável de cerca de 50 metros de altura que transporta equipamentos e carga, e o propulsor de foguete Super Heavy de primeiro estágio, com cerca de 70 metros.

A SpaceX concluiu um teste de lançamento bem-sucedido de todos os 33 motores Raptor no primeiro estágio da Starship, em fevereiro. A SpaceX recebeu na sexta-feira, 14, a aprovação da Federal Aviation Administration (FAA) para lançar o foguete.

O propulsor Super Heavy foi amarrado ao solo durante o lançamento teste, também conhecido como lançamento estático, para evitar que decolasse.

O foguete nunca voou em sua configuração completa, alimentado pelo primeiro estágio. "Talvez sucesso, mas a emoção é garantida", tuitou Musk nesta sexta-feira, 14.

A NASA levará astronautas à órbita lunar em novembro de 2024 usando seu próprio foguete espacial, o Space Launch System (SLS), que está em desenvolvimento há mais de uma década.

O Starship é maior e mais poderoso que o SLS, gera 17 milhões de libras de empuxo, mais do que o dobro dos foguetes Saturn V usados para enviar os astronautas das missões Apollo à Lua.

A SpaceX espera lançar uma nave estelar em órbita e reabastecê-la para que possa continuar sua jornada para Marte ou além. A ideia de usar um lançador reutilizável é reduzir o custo das missões. Cada voo da Starship poderia custar "menos de US$ 10 milhões", disse Musk no início do ano passado.

Acompanhe tudo sobre:Exame Hojeelon-muskEspaçoNasaSpaceX

Mais de Ciência

Caverna na Lua poderia abrigar humanos; entenda

Crise climática pode impactar vida sexual dos insetos, diz estudo

Quais as suplementos devemos evitar nos treinos?

Flora intestinal distinta pode servir para o diagnóstico do Autismo, aponta estudo

Mais na Exame