SpaceX começa a testar um navio ‘porta-foguetes’ autônomo

No Twitter, Elon Musk mostrou a nova “configuração x-wing” para as aeronaves e navio “porta-foguetes” capaz de se pilotar sozinho e manter a posição no mar

	Elon Musk: navio “porta-foguetes” autônomo da SpaceX é capaz de se pilotar sozinho e manter a posição no mar mesmo em meio a tempestades
 (Jordan Strauss/Getty Images)
Elon Musk: navio “porta-foguetes” autônomo da SpaceX é capaz de se pilotar sozinho e manter a posição no mar mesmo em meio a tempestades (Jordan Strauss/Getty Images)
G
Gustavo GusmãoPublicado em 23/11/2014 às 15:31.

São Paulo - A fabricante de foguetes SpaceX deve ganhar alguns itens novos em seu acervo. Elon Musk, dono da empresa e inventor, publicou no Twitter duas fotos, mostrando a nova “configuração x-wing” para as aeronaves e uma espécie de navio “porta-foguetes” autônomo, capaz de se pilotar sozinho e ainda manter a posição no mar mesmo em meio a tempestades.

O primeiro item é, de certa forma, um acessório para os foguetes. Posicionadas em X no corpo do veículo espacial, essas “asas” funcionam independentes umas das outras e ajudam na reentrada pela atmosfera, melhorando o controle e a estabilidade. Elas ficam recolhidas na hora da decolagem e só aparecem na volta para a Terra, segundo um dos posts de Musk.

Já o segundo soa um pouco mais ambicioso. O navio, descrito como “drone”, deverá servir como base, no meio do mar, para os lançamentos e pousos de foguetes reutilizáveis – uma das metas da SpaceX. De acordo com o dono da empresa, ele se mantém estável mesmo durante tempestades fortes graças a propulsores, que são reaproveitados de plataformas de petróleo.

A companhia voltará a colocar o veículo especial Falcon 9 em ação novamente em 16 de dezembro deste ano, de acordo com o calendário oficial. Depois disso, só em 23 de janeiro do ano que vem. A operação levará suprimentos à Estação Espacial Internacional (ISS).