Sistema solar é cercado por grande túnel magnético, diz pesquisa

Estruturas estão cerca de 350 anos-luz de nosso sistema solar e têm quase 1.000 anos-luz de comprimento
 (adventtr/Getty Images)
(adventtr/Getty Images)
Por Isabela RovarotoPublicado em 21/10/2021 13:28 | Última atualização em 21/10/2021 13:34Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Um estudo publicado nesta semana na revista Science indica que todo o nosso sistema solar é cercado por um enorme túnel magnético. O modelo se concentra em duas estruturas principais no céu: o North Polar Spur e a Fan Region.

Embora as estruturas estivessem aparentemente desconectadas desde suas descobertas na década de 1960, pesquisadores da Universidade de Toronto, liderados pela astrônoma dra. Jennifer West, sugerem que elas são na verdade parte de um enorme campo magnético semelhante a um túnel em torno do sistema solar.

“Se olhássemos para o céu, veríamos essa estrutura em forma de túnel em quase todas as direções que olhássemos — isto é, se tivéssemos olhos que pudessem ver a luz do rádio”, disse West em comunicado à imprensa.

O céu como apareceria em ondas de rádio polarizadas. As linhas tipo Van-Gogh mostram a orientação do campo magnético (Dominion Radio Astrophysical Observatory / Villa Elisa telescope / ESA / Planck Collaboration / Stellarium / J. West/Divulgação)

Para chegar a suas conclusões, West construiu seu próprio modelo de computador para simular a aparência do rádio-céu visto da Terra. A equipe conseguiu concluir que as duas estruturas estavam conectadas com filamentos magnéticos “semelhantes a cordas".

A pesquisadora estima que as estruturas estão cerca de 350 anos-luz de nosso sistema solar e têm quase 1.000 anos-luz de comprimento. “Essa é a distância equivalente de viajar entre Toronto e Vancouver 2 trilhões de vezes”, informou.