• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
Abra sua conta no BTG

Quem são as empresas que querem construir naves para a NASA

Boeing, SpaceX e Sierra Nevada estão na briga pelo contrato bilionário com a NASA para fornecer naves espaciais à agência americana

	NASA: agência está em busca de fornecedores para naves espaciais
 (NASA)
NASA: agência está em busca de fornecedores para naves espaciais (NASA)
Por Julia CarvalhoPublicado em 05/05/2014 15:03 | Última atualização em 05/05/2014 15:03Tempo de Leitura: 2 min de leitura

São Paulo - Desde agosto de 2011, não há outro jeito para astronautas chegarem ao espaço além da Rússia. A NASA, que até então dominava o transporte tripulado espacial, encerrou seu programa de naves espaciais. 

No espaço ainda há, porém, pelo menos um destino importante: a Estação Espacial Internacional (ISS), o maior laboratório espacial do mundo.

Para resolver esse impasse, a agência americana está oferecendo um contrato multibilionário à empresa que construir a melhor nave espacial no menor custo.

Quem fechar o negócio pode levar, além dos bilhões, a dianteira em um negócio completamente inexplorado, o turismo espacial. 

Três gigantes estão mais que interessadas: Boeing, SpaceX e Sierra Nevada. A Boeing presta serviços à NASA desde o início das missões tripuladas, nos anos 60, e espera utilizar a experiência para construir a melhor cápsula do mercado.

A SpaceX é relativamente nova, em comparação às concorrentes. Foi criada em 2002 por Elon Musk, o bilionário que também criou o Pay Pal e a Tesla Motors. Ela promete que sua cápsula terá o menor custo possível: 20 milhões de dólares por tripulante. O preço dos russos hoje é de 72 milhões por astronauta.

Finalmente, há a Sierra Nevada, que é desconhecida para o público leigo mas tem respeito entre os engenheiros do meio, já que lança algo ao espaço a cada 2 ou 3 semanas. 

A ISS deve funcionar até 2028, quando passará por uma série de reparos, diz a revista Bloomberg. A NASA tem contrato de manutenção até 2024, o que significa que, para conseguirem lucrar com o negócio, as empresas precisam lançar suas naves até 2017.

Mas isso não impede que as viagens espaciais não se tornem algo lucrativo. A esperança de que turistas endinheirados queiram ter a experiência sair da terra para vê-la de cima também é o que move estas empresas a projetarem a melhor nave de todos os tempos.