Ciência

Pfizer apresenta pedido de vacina mais forte contra variante Ômicron

Solicitação será avaliada pela Anvisa

Por André Lopes
Publicado em 01/10/2022 18:33
Última atualização em 01/10/2022 19:57

Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A multinacional farmacêutica Pfizer apresentou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ontem, 30, um pedido de autorização temporária de uso emergencial para uma nova versão a vacina bivalente contra a covid-19.

Segundo a empresa, a nova vacina contém uma mistura de cepas do vírus SarsCov-2 e promete maior proteção frente à Ômicron, variante de preocupação no país, responsável pelo maior número de óbitos, especialmente no primeiro semestre de 2021, no pior momento da pandemia até agora.

De acordo com a Anvisa, a Pfizer já havia apresentado pedido semelhante, em agosto, para uma versão bivalente que contém a subvariante omciron BA.1.

Este pedido encontra-se em análise pela Anvisa. Agora, a empresa solicita a avaliação da versão que contém a subvariante BA.4/BA.5, em adição à cepa original da vacina Comirnaty, com indicação para aplicação como dose de reforço na população acima de 12 anos de idade.

A vacina monovalente Comirnaty foi registrada pela Anvisa em fevereiro de 2021 e está autorizada para uso a partir de 6 meses de idade.

Após o pedido na Anvisa, a agência tem 30 dias para concluir a avaliação, mas este prazo é interrompido sempre que for necessária a solicitação à empresa de complementação de informações ou esclarecimentos sobre os dados de qualidade, de eficácia e de segurança apresentados.


Veja Também