OMS elogia rigor científico após suspensão de testes da vacina de Oxford

A farmacêutica suspendeu os testes da vacina contra covid-19 em todo o mundo depois que um participante teve uma doença inexplicável

A segurança é soberana em testes clínicos com vacinas e suspensões temporárias não são incomuns para avaliar doenças inexplicáveis em um participante, disse a Organização Mundial de Saúde (OMS) nesta quarta-feira sobre a pausa nos testes com a potencial vacina da AstraZeneca contra a covid-19.

A farmacêutica suspendeu os testes em todo o mundo com a vacina experimental depois de uma doença inexplicável em um participante, o que impactou as ações da companhia listadas em bolsa de valores, pois reduziu as perspectivas de que a vacina fosse disponibilizada antecipadamente.

“Estamos satisfeitos em ver os desenvolvedores de vacinas garantindo a integridade científica dos testes e cumprindo as orientações padrões e regras para o desenvolvimento de vacinas”, disse a OMS em e-mail de resposta a um questionamento feito pela Reuters.

A OMS recomendou “aderência estrita aos protocolos de testes estabelecidos em todos os ensaios com vacinas para garantir a segurança dos voluntários e a eventual segurança e eficácia das vacinas”, acrescentou a entidade.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.