OMS e estudo científico contraindicam uso de ibuprofeno contra coronavírus

Vírus pode ter ação potencializada pelo medicamento

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou não usar o medicamento ibuprofeno no tratamento de pacientes contaminados com o novo coronavírus (Covid-19).

No lugar do anti-inflamatório, a entidade global recomenda o uso de paracetamol. Outros medicamentos que devem ser evitados são aspirina e corticoides.

De acordo com um estudo publicado no periódico científico The Lancet, os medicamentos que ativam o receptor EAC2 podem potencializar a ação do vírus, uma vez que esses receptores são usados pelo Covid-19 para invadir as células do corpo humano.

O estudo foi baseado em observação e, portanto, não estabelece relação de causa e consequência cientificamente.

Antes da recomendação formal da OMS para evitar o uso do ibuprofeno, o ministro da Saúde da França, Olivier Véran, contraindicou o uso do medicamento no tratamento do novo coronavírus.

“A ingestão de anti-inflamatórios pode ser um fator que agrava a infecção. Em caso de febre, tome paracetamol. Se você já está tomando medicamentos anti-inflamatórios, peça conselhos ao médico”, disse Véran, que é neurologista.

A recomendação de evitar o uso de ibuprofeno contra o Covid-19 também é reforçada pela Associação Brasileira de Cardiologia.

Luís Fernando Aranha, infectologista da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, afirma que o medicamento costuma ser usado para combater sintomas da gripe comum. “O ibuprofeno é um anti-inflamatório normalmente usado para baixar a febre. O temor é que o ibuprofeno possa piorar o quadro de um paciente já infectado com o novo coronavírus. Como outros resfriados, não tratamos com medicamentos, o coronavírus passa por conta própria. Os medicamentos são usados para controlar sintomas como a febre. Nenhum estudo mostra algo que tenha resultado especificamente contra o coronavírus“, afirma Aranha, em entrevista à EXAME.

Quando procurar o médico?

Uma vez que os sintomas são os mesmos da gripe comum, a recomendação é procurar atenção médica se o paciente teve contato com pessoas contagiadas ou ter viajado recentemente.

As pessoas contagiadas devem permanecer em quarentena de 14 dias, recomenda Aranha.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.