Novo laser revela imagens inéditas de vírus

A técnica, que utiliza um chamado laser de elétron livre, na Universidade de Stanford, na Califórnia, foi testada no mimivírus

Paris - Um laser que libera pulsos intensos ultracurtos de raios-X é capaz de gerar imagens de vírus intactos, organismos unicelulares e bactérias, fornecendo a cientistas uma ferramenta revolucionária, destaca um artigo publicado na edição desta quarta-feira da revista científica Nature.

A técnica, que utiliza um chamado laser de elétron livre, na Universidade de Stanford, na Califórnia, foi testada no mimivírus, o maior vírus conhecido do mundo, que infecta amebas.

Segundo o artigo, a fotografia é o primeiro passo para estudar moléculas, vírus e micróbios vivos em nanoescala e em tempo real.

Os métodos existentes para o uso de microscópios de elétrons exigem que os biólogos cortem ou congelem a amostra antes de fazer imagens dela.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também