Nova forma de exame pode facilitar o diagnóstico de casos de covid-19

Pesquisa aponta resultados positivos do uso de técnicas de inteligência artificial em exames de tomografia computadorizada

Uma pesquisa realizada na Universidade Central da Flórida, nos Estados Unidos, revelou que o uso da inteligência artificial pode ser decisivo para curar pacientes infectados pelo novo coronavírus. De acordo com os pesquisadores, a tecnologia consegue obter resultados mais precisos do que os humanos para identificar se o vírus já infectou o pulmão dos pacientes.

O estudo, feito por uma equipe de pesquisadores, foi publicado na revista científica Nature Communications. Os cientistas mostraram que um algoritmo de inteligência artificial pode ser treinado para identificar casos de pneumonia causada por covid-19 em exames de tomografia computadorizada com uma média de 90% de precisão. Isso pode representar um grande avanço nas técnicas de diagnóstico da doença.

Para entender melhor, as tomografias computadorizadas possibilitam que os médicos obtenham um diagnóstico mais completo sobre a evolução dos casos de covid-19 em comparação com os exames de reação de cadeia de polimerase de transcrição reversa (RT-PCR). Este segundo teste apresenta taxas mais altas de resultados falso-negativos.

Essas tomografias podem detectar o novo coronavírus em diferentes estágios da infecção. O vírus pode ser encontrado em pessoas sem sintomas, em pacientes que já apresentaram alguns sintomas e durante o auge da doença. O problema é que, antes da inteligência artificial, essas tomografias poderiam confundir os médicos apontando que os sintomas poderiam estar associados a casos de gripe influenza.

"O uso de inteligência artificial pode servir como uma ferramenta padronizada e objetiva para auxiliar os sistemas de saúde e os pacientes", disse Ulas Bagci, coautor do estudo. O pesquisador explica que este pode ser usado como um teste complementar para identificar a presença do vírus mais rapidamente, principalmente em regiões sem acesso a outros métodos de diagnóstico.

Para que o estudo fosse feito, os pesquisadores realizaram um treinamento do algoritmo de inteligência artificial para reconhecer os sintomas da covid-19 em 1.280 pacientes com covid-19 de países como China, Japão e Itália. Em seguida, os pesquisadores compararam os resultados com 1.377 exames de pacientes com outras doenças pulmonares para encontrar diferenças entre os resultados.

A partir de então e com o uso de ciência de dados, o algoritmo foi programado para identificar novos casos a partir dos resultados de exames de tomografia computadorizada. Os resultados, então, mostraram que a inteligência artificial pode identificar os casos de covid-19 com uma taxa de precisão superior a 90%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.