Cinco brasileiros disputarão Olimpíada de Astronomia

Selecionados são do Paraná, de Pernambuco, do Ceará e do Piauí; jovens participarão de treinamento intensivo em Minas Gerais

	Espaço: antes de viajar, os estudantes da delegação brasileira participarão de treinamentos intensivos com astrônomos e acadêmicos na cidade de Passa Quatro
 (Chris Hadfield/AFP)
Espaço: antes de viajar, os estudantes da delegação brasileira participarão de treinamentos intensivos com astrônomos e acadêmicos na cidade de Passa Quatro (Chris Hadfield/AFP)
Por Da RedaçãoPublicado em 20/06/2013 11:36 | Última atualização em 20/06/2013 11:36Tempo de Leitura: 2 min de leitura

São Paulo - Cinco jovens brasileiros representarão o Brasil na Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (5ª OLAA) entre os dias 19 e 23 de outubro em Cochabamba, na Bolívia.

São eles: Ana Letícia dos Santos, de Curitiba, e Andrei Michel Sontag, de Cândido Rondon, ambos do Paraná; Marton Paulo dos Santos Silva, de Recife, Pernambuco; Rubens Martins Bezerra Farias, de Fortaleza, no Ceará; e Weslley de Vasconcelos Rodrigues da Silva, de Teresina, no Piauí.

O único veterano da equipe é o piauiense, medalha de ouro no ano passado na Colômbia. O grupo foi selecionado pelo resultado obtido na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA).

A olimpíada terá três etapas: teoria, prática e reconhecimento do céu. A primeira será dividida em duas partes: individual e em grupo. Os estudantes também participarão de uma competição de lançamento de foguetes construídos com garrafas pet, em grupos multinacionais.

Para o coordenador nacional da OBA, João Batista Garcia Canalle, a iniciativa promove a integração entre os países da América Latina. “Desejamos popularizar a astronomia e a astronáutica não só no Brasil, mas também com países vizinhos. É importante termos essas oportunidades para compartilhar experiências didáticas”, disse Canalle, que também é professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj).

Antes de viajar à Bolívia, os estudantes da delegação brasileira participarão de treinamentos intensivos com astrônomos e acadêmicos na cidade de Passa Quatro, em Minas Gerais.