NASA terá atividades para acompanhar chuva de meteoritos

O ponto alto da chuva de meteoritos acontece na noite de 11 para 12 de agosto quando se calcula que cairão até cem meteoritos por hora

	As Perseidas foram observadas pelo menos durante os últimos 2.000 anos e estão vinculadas ao cometa Swift-Tuttle, que orbita o Sol uma vez a cada 133 anos
 (Divulgação/Nasa)
As Perseidas foram observadas pelo menos durante os últimos 2.000 anos e estão vinculadas ao cometa Swift-Tuttle, que orbita o Sol uma vez a cada 133 anos (Divulgação/Nasa)
D
Da RedaçãoPublicado em 15/02/2013 às 13:19.

Washington - Os cientistas da NASA passarão a noite acompanhando com diferentes atividades aqueles que queiram desfrutar de qualquer parte do mundo a chuva de meteoritos, conhecida como Perseidas, que acontecerá este fim de semana.

O ponto alto da chuva de meteoritos acontece na noite de 11 para 12 de agosto quando se calcula que cairão até cem meteoritos por hora, alguns dos quais arderão ao entrar na atmosfera e provocarão as conhecidas como estrelas cadentes.

Pode ser que a lua minguante interfira um pouco no avistamento, adverte a NASA, mas ''o espetáculo definitivamente valerá a pena'', assegura em seu site.

Na noite de sábado para domingo, o astrônomo Bill Cooke e parte de sua equipe do Escritório de Meteoritos do Centro Espacial Marshall da NASA estarão disponíveis para responder as perguntas do público sobre a chuva de meteoritos através de um chat ao vivo no site da agência espacial.

Para participar do chat ''Up All Night'' (''Acordado a noite toda'') os usuários têm que se registrar de maneira gratuita na internet e os especialistas estarão disponíveis a partir das 23h (horário local, 0h do sábado 11 em Brasília) até as 3h (4h de Brasília).

As Perseidas foram observadas pelo menos durante os últimos 2.000 anos e estão vinculadas ao cometa Swift-Tuttle, que orbita o Sol uma vez a cada 133 anos.

Todo ano em agosto, a Terra passa através de uma nuvem de restos do rabo e poeira do cometa que ardem ao entrar na atmosfera da Terra e provocam ''a melhor chuva de meteoritos do ano''.

As Perseidas, cujo nome se deve a que parecem vir da constelação de Perseu, podem ser vistas em todo o céu, embora a melhor oportunidade de vê-las são os países situados no hemisfério norte.