Nasa adia voo do Ingenuity, primeiro helicóptero em Marte, mais uma vez

Problemas nas hélices estão sendo corrigidos pela equipe da Nasa, mas não há previsão de quando o primeiro helicóptero fará sua viagem pelo planeta marciano

O Ingenuity ("inventividade", em português) da Nasa, helicóptero com aspecto de drone que seria o primeiro a voar em Marte ou qualquer planeta extraterrestre, teve seu primeiro voo teste adiado pela segunda vez em uma semana. Agora, não há qualquer previsão de quando o evento será realizado.

De primeira, o voo estava agendado para esta segunda-feira (12) e depois foi movido para quarta-feira (14). Durante o teste de pré-voo, a equipe da Nasa percebeu que o movimento das hélices não estava indo como previsto. Para resolver, eles afirmam que precisam instalar um novo software de controle de voo e realizar algumas modificações.

"Esta atualização de software modificará o processo pelo qual os dois controladores de voo inicializam, permitindo que o hardware e o software façam a transição com segurança para o estado de voo. Embora o desenvolvimento da nova mudança de software seja direto, o processo de validá-lo e concluir seu uplink para o Ingenuity levará algum tempo. Estamos confiantes na capacidade da equipe de superar este desafio e se preparar para o histórico primeiro vôo controlado do Ingenuity em outro planeta", disse a Nasa em comunicado.

O Ingenuity é um helicóptero minúsculo, parecido com um drone, que foi para Marte dentro da "barriga" do rover Perseverance, personagem principal dessa missão da Nasa. O helicóptero tem apenas 1,8 quilos e seu objetivo é, por enquanto, apenas demonstrar que é possível voar em Marte e recolher dados sobre o comportamento de uma nave em outro planeta.

No primeiro voo teste, o Ingenuity receberá um comando para decolar, subir até três metros de altura, ficar parado no ar por 30 segundos e pousar. Se tudo ocorrer bem, outros quatro voos de teste irão acontecer no próximo mês.

Sua operação será totalmente autônoma. A equipe enviará comandos com bastante antecedência, mas o Ingenuity poderá tomar suas próprias decisões sobre como voar e se manter aquecido enquanto explora.

O que é a missão Perseverance da Nasa?

No dia 18 de fevereiro, o rover Perseverance ("perseverança", em português) pousou em solo marciano com o objetivo de buscar por sinais de vida no planeta vermelho.

O rover irá analisar a geologia e procurar pistas sobre como era o clima de Marte no passado, abrindo caminho para exploração humana. Ele também irá coletar rochas e sedimentos do local para serem analisados posteriormente na Terra, algo nunca antes feito no planeta.

A espaçonave, que viajou por volta de 468 milhões de quilômetros desde o seu lançamento no dia 30 de julho de 2020, pousou na cratera de Jezero, uma bacia no planeta vermelho, onde os cientistas acreditam que um antigo rio desaguou em um lago e depositou sedimentos. Eles consideram provável que o ambiente tenha preservado sinais de alguma vida que tenha habitado Marte até bilhões de anos atrás.

Desde sua chegada, o rover já divulgou vídeos da sua descida, o primeiro áudio de Marte e fotos inéditas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.