Movimento promove volta do compartilhamento de sementes

São Paulo - O hábito é tão antigo quanto a própria agricultura: guardar e compartilhar sementes de plantas e alimentos entre produtores. De uns tempos para cá, no...

São Paulo – O hábito é tão antigo quanto a própria agricultura: guardar e compartilhar sementes de plantas e alimentos entre produtores. De uns tempos para cá, no entanto, com a intensificação da agricultura industrial e o controle de grandes empresas sobre as patentes de sementes, a prática quase caiu em desuso. Prevaleceu o uso das geneticamente modificadas sobre as quais têm-se uma espécie de “direito autoral”.

Para combater esta situação e promover o plantio de sementes não modificadas e não patenteadas, nasceu o movimento Eating in Public, no Havaí. Os adeptos montam estações em lugares de grande movimentação como livrarias, cafés e centros comunitários, em que qualquer interessado pode deixar sua contribuição e pegar o que deseja. O único requisito é que as organizações cuidem da manutenção de cada estação.

“Salvar e compartilhar sementes é fundamental para a nossa liberdade, a autonomia do capitalismo, e crucial para nossa sobrevivência. Dentro de cada semente há um depósito de conhecimento: são informações que indicam o tipo de solo em que foi cultivada, a quantidade de sol, a chuva e os nutrientes de que ela necessita, quando germinar e quando der frutos”, explica o movimento em seu site*.

As estações são construídas pelo movimento com sucata e materiais reciclados. Em cada uma deve ser deixado um kit com envelopes, lápis, borracha, carimbo e grampeador, além de 50 pacotes de sementes para começar a troca. Quem vive fora do Havaí e se interessa pelo projeto, pode fazer o download do guia para montar sua própria estação. Já existem adeptos em diversas cidades dos Estados Unidos, da Alemanha e algumas do Canadá.

 Será que você se habilita, aqui no hemisfério Sul?

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.