Maior réptil pré-histórico voador da América do Sul é achado

Encontrado no Nordeste do Brasil, o pterossauro media 8,5 metros de uma asa à outra e pesava 70 quilos

	Campus da UFRJ: a descoberta foi feita na Chapada do Araripe, entre os estados do Ceará, Piauí e de Pernambuco, por três grupos de pesquisadores brasileiros.
 (Wikimedia Commons)
Campus da UFRJ: a descoberta foi feita na Chapada do Araripe, entre os estados do Ceará, Piauí e de Pernambuco, por três grupos de pesquisadores brasileiros. (Wikimedia Commons)
I
Isabela VieiraPublicado em 20/03/2013 às 13:50.

Rio de Janeiro – A descoberta do maior réptil pré-histórico voador da América do Sul foi anunciada hoje (20), pelo Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Encontrado no Nordeste do Brasil, o pterossauro media 8,5 metros de uma asa à outra e pesava 70 quilos.

A descoberta foi feita na Chapada do Araripe, entre os estados do Ceará, Piauí e de Pernambuco, por três grupos de pesquisadores brasileiros. Eles encontraram 60% do fóssil do animal, incluindo o crânio, em bom estado de preservação.

O trabalho dos brasileiros foi publicado nesta semana, pela Academia Brasileira de Ciências. A partir de sexta-feira (22), uma réplica do pterossauro será exposta na sala de paleontologia do Museu Nacional, que abriga uma exposição desses animais, com peças originais.