EUA privilegiam pesquisa científica no orçamento de 2012

Apesar do corte em diversos setores do orçamento, proposta do governo prevê aumento no investimento em ciências

Washington - O presidente americano, Barack Obama, privilegiou a pesquisa científica em seu projeto de orçamento para 2012, que transmitiu nesta segunda-feira ao Congresso, no qual congela outros setores para atacar um preocupante déficit orçamentário.

A Casa Branca investe 32 bilhões de dólares (3,5% a mais em relação a 2010) nos Institutos Nacionais de Saúde (NIH, em inglês), a maior instituição pública de pesquisa médica mundial.

Em suas últimas propostas, os republicanos previam reduzir o orçamento dos NIH em 1 bilhão de dólares para o exercício 2011 e o dos Centros Federais de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, em inglês) em 755 milhões de dólares.

Para 2012, Obama reduziu o orçamento dos CDC a 5,8 bilhões de dólares, 8,8% (570 milhões) a menos que em 2010.

Para a pesquisa básica pede um aumento em relação a 2010 de 13%, a 7,8 bilhões de dólares, destinados à Fundação Nacional das Ciências.

Além disso, o presidente reafirmou sua vontade de promover as energias limpas ao propor um aumento de 12%, a 29,5 bilhões de dólares, para o orçamento de 2012, que entra em vigor no dia 1 de outubro de 2011, do Departamento responsável por este setor.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.