Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Elon Musk contra a covid-19? SpaceX realiza estudo com 4.300 funcionários

Estudo tem como objetivo monitorar a propagação do vírus entre os funcionários da empresa e entender se a quantidade de anticorpos gerados pela infeção é suficiente para imunidade

A empresa aerospacial SpaceX, de Elon Musk, realizou um estudo sobre anticorpos gerados pela covid-19 em seus funcionários, informou o Wall Street Journal.

Para monitorar a propagação do vírus entre os funcionários e entender se a quantidade de anticorpos gerados pela infeção é suficiente para imunidade, Musk e o principal executivo médico da empresa de foguetes, Anil Menon, trabalharam com médicos e pesquisadores acadêmicos para construir um programa de teste de anticorpos.

A SpaceX convidou por e-mail todos os funcionários da empresa para serem voluntários do estudo. Ao todo, 4.300 funcionários se inscreveram para fazerem exames de sangue mensais com objetivo de fornecer dados para monitoramento dos anticorpos gerados pela covid-19.

A pesquisa inclui dados de abril - quando os testes começaram - até junho de 2020, embora os testes ainda estejam em andamento.

O estudo foi revisado por pares e publicado na revista científica Nature Communications, com Elon Musk como co-autor.

Os resultados do estudo sugerem que as pessoas que apresentaram apenas sintomas leves da covid-19 desenvolveram menos anticorpos, o que pode significar que são menos propensas a ter imunidade a longo prazo e, portanto, podem ser reinfectadas.

Os pesquisadores disseram ao WSJ que já observaram alguns casos de reinfecção em trabalhadores que anteriormente apresentavam baixo número de anticorpos.

"As pessoas podem ter anticorpos, mas isso não significa que ficarão imunes", disse Galit Alter, um dos co-autores do estudo e professor de medicina na Harvard Medical School, ao Wall Street Journal. "A boa notícia é que a maioria das vacinas induz níveis (de anticorpos) muito mais altos do que esses níveis verificados no estudo", acrescentou o Dr. Alter.

O professor de Havard também disse ao WSJ que Elon Musk se interessou pessoalmente pela pesquisa e solicitou aos autores do estudo que explicassem para ele e outros executivos da SpaceX como funcionam as vacinas e os anticorpos.

Para fazer esse estudo, a SpaceX conseguiu reaproveitar as instalações médicas que já existiam antes da pandemia e recrutou internos de hospitais próximos para ajudar na coleta de sangue dos voluntários.

Dos 4.300 voluntários, 120 que foram diagnosticados com covid-19 tiveram seu sangue examinado cuidadosamente para ver quantos anticorpos eles produziram. Destes 120, 61% não relataram sintomas.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também