Companhia de turismo espacial Virgin prepara primeiros voos privados

Os primeiros voos - que sairão da base americana da Virgin Galactic no Novo México (sudoeste) - estão previstos antes do fim do ano

A companhia de turismo espacial Virgin Galactic, fundada por Richard Branson, anunciou nesta quinta-feira a assinatura de um acordo com as autoridades americanas que permitirá levar turistas ao espaço.

O acordo com a Agência Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês) estabelece como serão coordenados os futuros voos comerciais ao espaço com o tráfego aéreo habitual.

Os primeiros voos – que sairão da base americana da Virgin Galactic no Novo México (sudoeste) – estão previstos antes do fim do ano.

“Nossa equipe está trabalhando duro para iniciar viagens especiais de rotina e econômicas do Spaceport America e este acordo é outro passo na direção deste objetivo”, disse o diretor executivo da Virgin Galactic, George Whitesides.

“Estou agradecido com a FAA e o Novo México por sua colaboração para alcançar este marco”, acrescentou.

A Virgin Galactic só fez testes até o momento, mas já vende a reserva de bilhetes para voos suborbitais comerciais com alguns minutos de duração, apesar de ainda não haver uma data para o início de suas operações.

Em seu site, a companhia propõe um preço de 250.000 dólares para que um interessado passe a fazer parte de “uma comunidade de mais de 600 futuros astronautas”. Além de Branson, celebridades, como o astro de Hollywood Leonardo DiCaprio, já reservaram um bilhete.

O acordo foi anunciado horas depois de a principal concorrente da Virgin em voos espaciais, a SpaceX, fundada pelo bilionário americano Elon Musk, apresentar sua nova aeronave, batizada de Dragon V2.

 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.