Como funciona o 'passaporte da vacina', medida que Bolsonaro quer vetar

A proposta que visa emitir um certificado de imunização para circulação em determinados espaços foi aprovada no Senado. Falta a análise da Câmara dos Deputados

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira, 15, que vetará o projeto que determina a criação do "passaporte da vacina" para quem estiver imunizado contra a covid-19.

A proposta, já aprovada pelo Senado, foi encaminha para um análise pela Câmara dos Deputados. No entanto, em conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada nesta manhã, Bolsonaro afirmou que o objetivo do projeto é obrigar a população a se vacinar.

Como funciona o “passaporte da vacina”

De acordo com o texto do Projeto de Lei 1.674/2021, responsável pela criação do 'Certificado de Imunização e Segurança Sanitária (CSS)', o documento vai permitir que pessoas vacinadas ou que testaram negativo para covid-19 circulem em espaços públicos ou privados onde há restrição de acesso. O documento é uma inspiração do Certificado Verde Digital, criado e aprovado pela União Europeia ainda em março.

O texto ainda diz que o certificado poderá ser impresso ou acessado em plataforma digital, e caberá à União, estados, Distrito Federal e municípios definir onde a apresentação será obrigatória.

Para saber se o local exige o documento, será obrigatório o seguinte texto nas entradas dos espaços: “O ingresso neste local está condicionado à apresentação do CSS”.

Pelo projeto, os comércios e empresas que cumprirem as medidas não poderão sofrer sanções ou restrições ou serem impedidas de funcionar, mas deverão cumprir as demais regras para evitar a proliferação do vírus definidas pelos governos.

Caso seja estabelecida a necessidade de apresentação do Certificado Internacional de Vacinação ou testagem para entrada no Brasil, os postos consulares no exterior poderão intermediar a emissão do CSS.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também