Cientistas descobrem como escutar com batata chips

Algoritmo é capaz de analisar as pequenas vibrações de alguns objetos, com um saco de salgadinho, para ouvir o som ao seu redor

São Paulo - Cuidado ao fofocar com seus amigos perto de um pacote de batatas, você pode estar sendo espionado.

Ciêntistas do MIT, da Microsoft e da Adobe desenvolveram um algoritmo que pode reconstruir um sinal de áudio apenas analisando as vibrações de alguns objetos em vídeo.

Em uma série de experimentos, eles conseguiram recuperar a fala de forma inteligível a partir das vibrações de um saco de batata chips, filmado a uma distância de 15 metros e através de um vidro à prova de som.

Basicamente, qualquer objeto comum pode virar um "microfone". Já foram usados nos experimentos papel alumínio, um copo d'água e até mesmo as folhas de uma planta de um vaso. Tudo que se precisa para ouvir é de uma câmera e do algoritmo.

A explicação é bastante simples: quando o som atinge um objeto, suas ondas fazem com que ele vibre, criando um sinal bastante sutil.

O segredo está exatamente em analisar essas vibrações. "O movimento cria um sinal visual muito sutil, que normalmente é invisível a olho nu. As pessoas não percebem que esta informação estava lá", explicou Abe Davis, o cientista que liderou as pesquisas.

Mas, para poder fazer o algoritmo funcionar, é necessário que a frequência do vídeo seja maior que a do sinal de áudio. Nos experimentos, os cientistas usaram uma câmera de alta velocidade, que consegue capturar de 2.000 a 6.000 frames por segundo.

Isto é, muito mais que os 60 frames por segundo de alguns smartphones, mas bem menos que algumas das melhores câmeras comerciais, que conseguem capturar até 100.000 frames por segundo.

Davis destaca o uso dessa tecnologia na ciência forense e também nas possibilidades que ela pode trazer para aprender mais sobre os objetos em si (já que cada um responde ao som de uma maneira diferente).

No vídeo, os cientistas explicam mais como as falas puderam ser recuperadas, e dá para ver como elas ficaram após serem "reconstruídas".

//www.youtube.com/embed/FKXOucXB4a8

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também