China rejeita entrada de milho de transgênico americano

A China anunciou que rejeitou 12 cargas de milho procedente dos Estados Unidos

Pequim - A China anunciou nesta sexta-feira que rejeitou 12 cargas de milho procedente dos Estados Unidos, ao alegar que descobriu um elemento transgênico não autorizado.

Organismos provinciais de controle "analisaram 12 cargas de milho americano, que representavam um total de 545.000 toneladas, e detectaram um elemento modificado geneticamente, o MIR-162, que não recebeu a aprovação do ministério chinês da Agricultura", anunciou a administração responsável por supervisionar os alimentos.

Toda a carga foi rejeitada e devolvida aos Estados Unidos, segundo a administração.

O MIR-62 é uma variação de milho transgênico resistente aos insetos.

A forte demanda chinesa, motivada pelo aumento da classe média chinesa e o maior consumo de carne, faz do país asiático o quarto importador mundial de milho, segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

Segundo dados chineses, o país importou 1,5 milhão de tonelada de milho dos Estados Unidos nos 10 primeiros meses do ano.

Os Estados Unidos representaram mais de 90% das importações chinesas de milho no período.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.