China lança primeira missão interplanetária para Marte

Os equipamentos chineses devem chegar a Marte somente em fevereiro de 2021 --- uma viagem bem longa

A China acaba de dar um passo muito importante em direção a sua consagração como um país em potencial na corrida espacial de 2020, recheada de missões para outros planetas e órbitas.

Nesta quinta-feira (23), o lançamento da missão não tripulada Tianwen-1, que significa “busca pela verdade celestial”, foi um sucesso. Os equipamentos chineses devem chegar a Marte somente em fevereiro de 2021 — uma viagem bem longa, diga-se de passagem. Isso porque Marte tem uma distância média de 2,25 milhões de quilômetros da Terra, um dos planetas mais próximos do nosso.

O objetivo dos chineses é realizar um levantamento da atmosfera do planeta e descobrir se existe água potável ou sinais de vida no local. A missão é o primeiro passo do programa chinês, que prevê a construção de uma estação espacial em 2022, segundo a agência de notícias AFP.

Essa não é a primeira vez que a China tenta chegar a outro planeta. O país tentou mandar um orbitador para Marte em 2011, a bordo de uma espaçonave russa, mas tudo deu errado e as sondas desapareceram sem deixar vestígios. Em 2013, conseguiu, com sucesso, pousar uma espaçonave na Lua e em janeiro do ano passado foi o primeiro país do mundo a alunar uma sonda no lado mais afastado do satélite.

Esta é a segunda missão que tem Marte como destino neste mês. Os Emirados Árabes Unidos, com uma população que não chega a 10 milhões de habitantes, quase a mesma quantidade se comparada o do estado de Pernambuco, enviaram neste domingo (19) a sua primeira missão espacial (tanto para o planeta vermelho quanto para qualquer lugar no espaço). O lançamento foi realizado a partir do Centro Espacial de Tanegashima, no Japão.

Em uma indústria avaliada em quase 360 bilhões de dólares globalmente, segundo a empresa Bryce Space and Technology, que analisa o setor espacial, vale tudo para chegar na frente?

Assista no Examinando: será que o homem vai dominar o espaço?

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Plano mensal Revista Digital

Plano mensal Revista Digital + Impressa

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

R$ 15,90/mês

R$ 44,90/mês

Plano mensal Revista Digital

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

ASSINE

Plano mensal Revista Digital + Impressa

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças + Edição impressa quinzenal com frete grátis.

ASSINE