Cachorros evoluíram para serem mais fofos e conquistar humanos

Pesquisa indica que, em somente 33.000 anos, os cães desenvolveram a anatomia dos músculos faciais para agradar (e convencer) os donos
Cães: pesquisa mostra que os cães são mais capazes de fazer expressões faciais (Getty Images/damedeeso)
Cães: pesquisa mostra que os cães são mais capazes de fazer expressões faciais (Getty Images/damedeeso)
Por Laura PanciniPublicado em 15/04/2022 10:00 | Última atualização em 14/04/2022 17:22Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Seu cachorro não é só fofo, ele sabe que é fofo. Um grupo de pesquisadores nos EUA e no Reino Unido concluiu que os cães evoluíram para que seus olhos fossem maiores e os rostos mais tristes, conquistando o coração dos donos com seus "olhos de cachorrinho".

Os pesquisadores analisaram as expressões faciais de nove lobos cinzentos e 27 cães no Reino Unido e chegaram a conclusão que a única diferença entre os dois era que os cachorros têm um músculo na região dos olhos conhecido como LAOM.

Os lobos têm fibras musculares cercadas por tecido conjuntivo e, portanto, uma maior dificuldade para  levantarem o canto interno de suas sobrancelhas. Já os cachorros têm o LAOM para se assemelharem aos humanos.

De acordo com Rui Diogo, professor associado que trabalhou no projeto, o mais chocante é que o músculo se desenvolveu em apenas 33.000 anos desde que os humanos domesticaram os cães. Para comparação, foram 6 milhões de anos para as diferenças aparecerem nos músculos da cabeça de humanos e chimpanzés.

Diogo também afirma que o LAOM é predominante em um subgrupo de cães, e que eles usam principalmente o músculo quando estão perto de humanos.

Além disso, os rostos dos cães são feitos de quase todas as fibras de contração rápida, permitindo que eles façam expressões faciais como os humanos. Os lobos não são capazes de mover seus rostos da mesma maneira.

“Claramente, eles são cautelosos”, disse Diogo. “Eles estão fazendo isso de propósito. É realmente impressionante que eles literalmente estejam usando isso para nos manipular de certa forma.”

Para os pesquisadores, tanto a domesticação quanto o desejo de agradar e atrair humanos fizeram com que os cães evoluíssem a anatomia dos músculos faciais. Assim, eles conseguem se comunicar -- e conquistar -- seus companheiros.