A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Agência espacial da China divulga primeiras imagens de rover em Marte

O rover Zhurong faz parte da sonda espacial Tianwei-1, lançada julho de 2020 em direção ao planeta vermelho; é a primeira vez que a China pousa em Marte

Depois de pousar com sucesso em Marte na última sexta-feira, 14, o rover chinês Zhurong enviou suas primeiras imagens na superfície do planeta vermelho, mais especificamente na região Utopia Planitia, uma vasta planície que é considerado o local de um antigo mar.

O Zhurong ("deus do fogo", na mitologia chinesa) faz parte da sonda Tianwei-1, lançada julho de 2020 em direção ao planeta vermelho. A sonda chegou em Marte no início de fevereiro e passou meses se aproximando do planeta a cada 49 horas, enquanto flutuava em uma órbita elíptica. Ela também registrava imagens do que seria o futuro local de pouso, a Utopia Planitia.

As imagens divulgadas pela Administração Espacial Nacional da China (CNSA) mostram os dois robôs executando as primeiras etapas da missão pós-pouso: o módulo de pouso do Tianwei-1 estendeu uma rampa para ajudar Zhurong a descer na superfície, e o robô (controlado remotamente) abriu seus quatro painéis solares e antena de comunicação.

Foto registrada pelo robô Zhurong Foto da parte traseira de Zhurong tirada por uma câmera de navegação, mostrando a antena do rover e os painéis solares implantados

Foto da parte traseira de Zhurong tirada por uma câmera de navegação, mostrando a antena do rover e os painéis solares implantados (CNSA/Reprodução)

A missão Tianwen-1 é a primeira jornada da China a Marte antes, apenas os Estados Unidos haviam conseguido pousar e operar rovers no planeta e faz parte de uma missão maior do país, que é se tornar um dos líderes mundiais na exploração espacialA China já investiu bilhões de dólares em seu programa espacial para tentar recuperar o atraso em relação à Europa, Rússia e Estados Unidos.

Além da missão em Marte, o país asiático também conta com a espaçonave Chang'e5 que, após trazer 2 quilogramas de material lunar para a Terra, agora se encontra em um ponto no espaço que fica a 1,5 milhão de quilômetros de distância da Terra na direção do Sol, conhecido como Lagrange Sol-Terra. Lá, a Chang'e5 conseguiu capturar uma imagem única da Terra e da Lua juntas e perfeitamente alinhadas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também