Warner Bros demite Johnny Depp da franquia “Animais Fantásticos”

A notícia foi divulgada em uma carta escrita pelo próprio ator em sua conta pessoal no Instagram; ele responde processos por agressão doméstica

O ator americano Johnny Deep, de 57 anos, anunciou nesta sexta-feira 6, em sua conta pessoal na rede social Instagram, que foi demitido da franquia de filmes “Animais Fantásticos” — derivada de Harry Potter — pela produtora Warner Bros.

Sabia que a velha poupança bateu recorde na pandemia? É o jeito certo de começar a poupar? Aprenda na EXAME Academy

Em “Animais Fantásticos”, Deep interpretava o bruxo Gellert Grindelwald.

“À luz dos eventos recentes, gostaria de fazer a seguinte curta declaração. Em primeiro lugar, gostaria de agradecer a todos que me presentearam com seu apoio e lealdade. Fiquei emocionado e comovido com suas muitas mensagens de amor e preocupação, principalmente nos últimos dias. Desejo que saibam que fui convidado pela Warner Bros. a renunciar ao meu papel como Grindelwald em “Animais Fantásticos” e eu respeitei e concordei com esse pedido. Finalmente, eu gostaria de dizer isso. O julgamento surreal do tribunal do Reino Unido não mudará minha luta para dizer a verdade e confirmo que pretendo apelar. Minha força de vontade continua forte e pretendo provar que as acusações contra mim são falsas. Minha vida e carreira não serão definidas neste momento”

Além da carte de Johnny Deep, a Warner Bros também confirmou o desligamento do ator:

“Johnny Depp deixará a franquia “Animais Fantásticos”. Agradecemos a Johnny por seu trabalho nos filmes até agora. “Animais Fantásticos 3” está atualmente em produção e o papel de Gellert Grindelwald será reformulado com um novo ator. O filme vai estrear nos cinemas de todo o mundo no verão de 2022.”

Criada em 2016, Johny Deep atuou nos dois primeiros filmes da franquia “Animais Fantásticos”. Naquele ano, Deep e a também atriz Amber Heard se divorciaram após a ex-mulher acusar o ator de agressão doméstica. Ela chegou a pedir uma ordem de restrição contra Deep, mas ainda em 2016, ambos chegaram a um acordo.

Em 2018, quando já não movia nenhum processo contra Deep, Amber Heard escreveu no jornal Washington Post um artigo no qual narrava as agressões que sofreu e que segundo ela aconteciam quando Deep estava sob efeito de álcool e drogas. Na ocasião, Deep processou Amber por difamação e esse processo ainda está em aberto.

Já o “processo surreal em um tribunal do Reino Unido”, citado por Deep na carta em que anuncia sua demissão, se refere a uma ação que o ator perdeu contra o site britânico The Sun nesta semana. O tabloide chamou o ator de “agressor de esposa” em um artigo, e Deep processava o site por difamação, mas perdeu.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.