Casual
Acompanhe:

Turismo em São Paulo retoma patamar pré-pandemia

O assessor econômico da FecomercioSP Guilherme Dietze disse que a expectativa para 2023 é positiva e favorável nos setores corporativos e de lazer

Turismo: atividade cresceu 10,7% em novembro (Fandrade/Getty Images)

Turismo: atividade cresceu 10,7% em novembro (Fandrade/Getty Images)

A
Agência Brasil

10 de janeiro de 2023, 15h13

O turismo na capital paulista voltou ao patamar pré-pandemia pela primeira vez desde janeiro de 2020, quando registrou crescimento de 10,7% em novembro de 2022, na comparação com o mês anterior e atingiu o número-índice 100, pontuação que se encontrava no primeiro mês de 2020.

Os dados são do Índice Mensal de Atividade do Turismo (Imat), do Conselho de Turismo da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) em parceria com o Observatório de Turismo e Eventos, da SPTuris. O Imat de novembro também atingiu o número-índice 100, pontuação que se encontrava no primeiro mês de 2020, antes da crise sanitária mundial.

O assessor econômico da FecomercioSP Guilherme Dietze disse que a expectativa para 2023 é positiva e favorável nos setores corporativos e de lazer.

“Para 2023, o setor de eventos corporativos irá trazer bastante movimento ao longo deste ano e também o de lazer. Eventos como o Carnaval neste ano é um diferencial, já que ano passado não tivemos. O [turismo] corporativo está indo bem, com movimento muito favorável na cadeia toda, ou seja, na área de alimentação, transporte rodoviário, transporte aéreo, hospedagem”.

No lazer, a expectativa é de mudanças, já que a cidade vem recebendo cada vez mais turistas de lazer, que chegam à capital para aproveitar os roteiros culturais e gastronômicos. “O que a gente vem notando ao longo dos últimos anos é que São Paulo tem se tornado destino não somente no turismo de negócio, mas as pessoas estão viajando inclusive em janeiro, dezembro, nas férias de julho, períodos que eram mais fracos para o turismo de lazer na capital, mas agora mais turistas estão vindo a São Paulo para aproveitar a gastronomia, a cultura, o lazer, a recreação, enfim, o que a cidade tem de potencial”, disse Dietze.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia.

Fórmula 1

A presidente do Conselho de Turismo da FecomercioSP, Mariana Aldrigui, disse que novembro foi um excelente mês para a cidade, especialmente ao considerar a combinação de feriados, Fórmula 1 e fluxo de pessoas em compras tanto para a Black Friday como para o Natal.

Na comparação com janeiro de 2020, o Imat avançou 21,9%. Os números de novembro foram impulsionados, principalmente, pela realização do Grande Prêmio São Paulo de Fórmula 1, que proporcionou aumento mensal de 33% na média diária de faturamento do turismo, alcançando R$ 41,6 milhões. O montante é 77% superior ao registrado no mesmo mês de 2021, quando o constatado foi R$ 23,5 milhões por dia.

Além dos preços altos, em razão da inflação, a Fórmula 1 provocou aumento no tíquete médio em diversos serviços turísticos da cidade. Na indústria hoteleira, a taxa de ocupação média no mês saltou de 64,9%, em outubro, para 71,9%, em novembro de 2022, acima dos 69% vistos nesse mesmo mês em 2021.

A diária média foi a maior do ano, de R$ 587, segundo relatório do Observatório do Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo. O desempenho positivo também foi registrado na movimentação média nos aeroportos da capital. Em novembro, 162,2 mil passageiros circularam pelos terminais aeroportuários, alta mensal de 6,1% e de 23% no comparativo anual.

No caso dos terminais rodoviários, houve queda de 2,3% na média diária, passando de 34,6 mil para 33,8 mil. No entanto, em comparação a novembro de 2021, registrou-se elevação de 10%.

Na avaliação do Conselho de Turismo da FecomercioSP, voltar ao patamar pré-pandemia é uma conquista do setor “pela sua resiliência durante o período pandêmico e pela sua força para consolidar o crescimento atual. Possíveis quedas a partir de agora não significarão, necessariamente, algo negativo. As oscilações mensais serão cada vez mais normais. Por isso, o mais importante é a constância da curva ascendente de longo prazo para o setor crescer de maneira sólida e consistente”, disse a entidade.

LEIA TAMBÉM:

Dos 10 destinos mais populares para 2023, 3 são brasileiros; saiba quais

Quem está isento de entrevista para visto americano? Estas autorizações foram liberadas em 2023