• AALR3 R$ 19,87 0.91
  • AAPL34 R$ 70,19 -4.37
  • ABCB4 R$ 16,50 -2.54
  • ABEV3 R$ 14,34 -2.65
  • AERI3 R$ 3,79 -2.57
  • AESB3 R$ 10,69 -1.11
  • AGRO3 R$ 30,75 -2.81
  • ALPA4 R$ 20,82 -3.12
  • ALSO3 R$ 19,35 -3.83
  • ALUP11 R$ 26,55 0.72
  • AMAR3 R$ 2,33 -4.51
  • AMBP3 R$ 30,81 1.65
  • AMER3 R$ 22,90 -0.52
  • AMZO34 R$ 68,25 -5.65
  • ANIM3 R$ 5,50 -3.68
  • ARZZ3 R$ 81,42 -1.63
  • ASAI3 R$ 15,59 -1.52
  • AZUL4 R$ 21,25 -4.24
  • B3SA3 R$ 11,61 -2.44
  • BBAS3 R$ 36,09 -0.93
  • AALR3 R$ 19,87 0.91
  • AAPL34 R$ 70,19 -4.37
  • ABCB4 R$ 16,50 -2.54
  • ABEV3 R$ 14,34 -2.65
  • AERI3 R$ 3,79 -2.57
  • AESB3 R$ 10,69 -1.11
  • AGRO3 R$ 30,75 -2.81
  • ALPA4 R$ 20,82 -3.12
  • ALSO3 R$ 19,35 -3.83
  • ALUP11 R$ 26,55 0.72
  • AMAR3 R$ 2,33 -4.51
  • AMBP3 R$ 30,81 1.65
  • AMER3 R$ 22,90 -0.52
  • AMZO34 R$ 68,25 -5.65
  • ANIM3 R$ 5,50 -3.68
  • ARZZ3 R$ 81,42 -1.63
  • ASAI3 R$ 15,59 -1.52
  • AZUL4 R$ 21,25 -4.24
  • B3SA3 R$ 11,61 -2.44
  • BBAS3 R$ 36,09 -0.93
Abra sua conta no BTG

Japão decide proibir espectadores durante Olimpíada

A decisão de proibir espectadores durantes as competições ocorre em um momento que o Japão declara um estado de emergência do coronavírus para a capital, que vigorará durante o período dos Jogos para conter uma onda nova de infecções
 (Getty Images/Kyodo News)
(Getty Images/Kyodo News)
Por Da redação, com agênciasPublicado em 08/07/2021 10:37 | Última atualização em 08/07/2021 12:52Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Os organizadores da Olimpíada de Tóquio decidiram proibir todos os espectadores no evento. Após uma reunião entre membros do Comitê Olimpiádico Internacional (COI) e os responsáveis pelo Comitê Organizador dos Jogos no país, a ministra de estado do Japão responsável pelos Jogos Olímpicos, Tamayo Marukawa, anunciou a mudança à imprensa do país.

A decisão de proibir espectadores durantes as competições ocorre em um momento que o Japão declara um estado de emergência do coronavírus para a capital, que vigorará durante o período dos Jogos para conter uma onda nova de infecções. A Olimpíada ocorrerá de 23 de julho a 8 de agosto, e o estado de emergência estará em vigor até o dia 22 do próximo mês

A proibição de espectadores parece ser mais um duro golpe na já conturbada Olimpíada, adiada em um ano por causa da pandemia de Covid-19. assolada por uma série de contratempos econômicos, como grandes estouros de orçamento, e sanitários, com o aumento das infecções no país.

Especialistas médicos dizem há semanas que não ter espectadores na Olimpíada seria a opção menos arriscada em meio aos temores públicos de que a chegada de milhares de atletas e autoridades desencadeará uma nova onda de infecções.

"Eu, é claro, apoio 'sem espectadores', mas as preocupações não desaparecerão se tivermos um grande evento como os Jogos, assim como férias e a temporada de verão", disse Yuki Furuse, professor da Universidade de Kyoto que trabalha com o grupo de especialistas em coronavírus do governo.

Recentemente, Furuse projetou que os casos novos diários de Tóquio podem aumentar para mil em julho e dois mil em agosto, elevando o risco de hospitais da região da capital ficarem sem leitos.

Todos os que quiserem torcer pelos atletas foram instruídos a aplaudir, ao invés de gritar ou cantar. Patrocinadores estão cancelando ou reduzindo cabines e eventos ligados à Olimpíada, frustrados com as decisões "muito de última hora" dos organizadores, disseram fontes à Reuters.

As conversas marcadas serão comandadas pelo presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, que chegou a Tóquio nesta quinta-feira. Entre os outros participantes estão os governos nacional e de Tóquio e dirigentes paralímpicos.

O novo estado de emergência de Tóquio chega no momento em que a cidade anunciou 896 infecções novas nesta quinta-feira, cifra próxima das altas vistas pela última vez em meados de maio.

O Japão não testemunha o tipo de surto explosivo de Covid-19 visto em outras partes, mas acumula mais de 810 mil casos e 14.900 mortes. Por causa da distribuição lenta de vacinas contra Covid-19, só um quarto da população já recebeu ao menos uma dose.

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importantes em tempo real.