System of a Down quebra hiato de 15 anos com dois singles

As faixas têm letras engajadas politicamente e abordam o atual conflito entre Armênia, Turquia e Azerbaijão
System of a Down: engajada politicamente, banda de rock lembra dos regimes que provocaram genocídio na região de Artsakh (Fernando Schlaepfer/Grudaemmim/Reprodução)
System of a Down: engajada politicamente, banda de rock lembra dos regimes que provocaram genocídio na região de Artsakh (Fernando Schlaepfer/Grudaemmim/Reprodução)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 06/11/2020 16:26 | Última atualização em 06/11/2020 16:44Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A banda de rock System of a Down lançou duas novas músicas, Protect the Land e Genocidal Humanoidz, nesta sexta-feira, 6, após um hiato que se estendeu por 15 anos sem material inédito.

Ambas as faixas, Protect the Land e Genocidal Humanoidz, têm letras engajadas politicamente e abordam o atual conflito entre Armênia, Turquia e Azerbaijão.

Ganha pouco, mas gostaria de começar a guardar dinheiro e investir? Aprenda com a EXAME Academy

O System of a Down é liderado pelo vocalista Serj Tankian, que nasceu em Beirute, no Líbano, mas tem nacionalidade armênia-americana.

A banda sempre foi uma das vozes mais importantes no meio musical em relação ao reconhecimento global do genocídio armênio perpetrado há um século pelo Império Otomano, atual Turquia, país que até hoje nega a existência do massacre.

Ao lançar as músicas, o System of a Down publicou uma nota em suas redes sociais acusando os regimes do Azerbaijão e da Turquia de promoverem um genocídio na região de Artsakh, se aproveitando do fato de, segundo a banda, o mundo estar distraído com a pandemia e as eleições americanas para agir impunemente.

O clipe Protect the Land pode ser conferido no seguinte endereço na internet: https://www.youtube.com/watch?v=XqmknZNg1yw

Genocidal Humanoidz pode ser ouvida no seguinte endereço também na internet: https://www.youtube.com/watch?v=_74nVpLVn9Q