A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Sommelier, vocalista de banda e piloto de kart: o lado casual dos CEOs

Dos mais comuns aos mais inusitados, fora do expediente, os CEOs das grandes marcas também possuem hobbys, assim como você

O que os executivos costumam fazer quando estão com o tempo livre é um tópico inesgotável que sempre desperta a curiosidade de muita gente.

Dos mais comuns aos mais inusitados, fora do expediente, os CEOs das grandes marcas também possuem hobbys, assim como você. Existem aqueles que gostam de degustar vinhos e colecionar centenas de garrafas em casa; os que são fissurados em xadrez e até mesmo os que dividem o tempo entre o escritório e os ensaios de uma banda de rock. Confira o lado casual desses 5 CEOs:

Augusto Rocha, vice-presidente da Pmweb: sommelier nas horas vagas

Antes de conhecer sua esposa, Augusto Rocha, da Pmweb, era um apreciador da clássica cerveja, mas desde seu casamento aprendeu a admirar os vinhos. Sua história com a bebida começou em 2011, quando tomou sua primeira garrafa em um restaurante. A partir dai, ele virou assinante de um clube de vinhos e realizou a primeira viagem para Europa com o intuito de conhecer mais sobre esse universo. Atualmente, o gaúcho se autointitula também como sommelier, e possui uma adega com 500 garrafas, construída ao longo de 10 anos.

André Brunetta, CEO do Zul+: Fusca Azul 1961

André Brunetta, CEO do Zul+: o fusca Azul 1961 é o xodó do empresário.

André Brunetta, CEO do Zul+: o fusca Azul 1961 é o xodó do empresário. (Arquivo pessoal/Divulgação)

André Brunetta, CEO do Zul+, tem um hobby curioso. O executivo tem um Fusca Azul 1961, com placa preta, e adora dirigi-lo por São Paulo com sua esposa e seu filho. "Sempre fui muito cuidadoso com o carro. Além do valor sentimental e simbólico, guardo com ele memórias de momentos muito divertidos que vivi nos últimos anos.", ele afirma. 

Felipe Oliva, CEO da Squid: Enxadrista 

Felipe Oliva, CEO da Squid: engenheiro virou enxadrista no tempo livre.

Felipe Oliva, CEO da Squid: engenheiro virou enxadrista no tempo livre. (Arquivo pessoal/Divulgação)

Formado em engenharia pela USP, Oliva, CEO da Squid, ocupa seu tempo livre com um novo hobby adquirido na pandemia: o xadrez. O empresário estuda o esporte observando os grandes mestres no YouTube e assistindo aulas. “O xadrez exige muito raciocínio e um olhar para o futuro. Nesse sentido, é possível traçar um paralelo com o meu trabalho, que consiste em analisar o nosso contexto e tomar decisões importantes de forma bem pensada."

Marcos Andrade Pimentel, da Claranet: Piloto de Kart

Marcos Andrade Pimentel, da Claranet: Piloto de Kart nas horas vagas.

Marcos Andrade Pimentel, da Claranet: Piloto de Kart nas horas vagas. (Arquivo pessoal/Divulgação)

Marcos Andrade Pimentel, da Claranet, é apaixonado por automobilismo desde pequeno. Depois de correr profissionalmente, ele adotou as corridas de kart como hobby. “Sempre sonhei em correr profissionalmente, acompanhei durante anos pela televisão todas as corridas de F1 e de automobilismo no geral. Há alguns anos resolvi testar minhas habilidade nas pistas e tive o privilégio de correr na F1600 durante cinco anos, chegando a ser campeão paulista em 2019."

Carlos Mira, CEO do TruckPad - O vocalista de rock

Carlos Mira, CEO do TruckPad: divide o tempo entre o trabalho e os ensaios da banda The Brand New Classics.

Carlos Mira, CEO do TruckPad: divide o tempo entre o trabalho e os ensaios da banda The Brand New Classics. (Arquivo pessoal/Divulgação)

Entre a rotina pessoal e profissional, o executivo Carlos Mira, da TruckPad, encontrou na música a válvula de escape. “Sou vocalista da banda de rock The Brand New Classics, que antes da pandemia tocava em bares e pubs de São Paulo. Encontro na música a minha terapia para sair do estresse e não vejo a hora de poder fazer aquilo que mais amo, depois do meu trabalho."

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também