Sepultura versão verde: banda pede conscientização ambiental em novo clipe

Em Guardians of Earth, metaleiros fazem apelo à humanidade pelo cuidado necessário com o planeta Terra

Em meio às recentes e devastadoras queimadas no Pantanal, e diante do polêmico discurso do presidente Jair Bolsonaro na ONU, no último dia 22, isentando a culpa do governo federal pela devastação do meio ambiente, a banda de heavy metal brasileira Sepultura lançou na semana passada (16), o clipe da música Guardians of Earth. É uma faixa do mais recente disco do grupo, Quadra, lançado no início deste ano. E na quarta-feira (23) foi apresentada uma versão alternativa do vídeo.

Em Guardians of Earth, a banda faz um apelo à humanidade pelo cuidado necessário com o planeta Terra. Mesclando passagens acústicas e corais, com o característico heavy metal pesado do grupo, o vocalista Derrick Green grita palavras de denúncia: "A luta recomeçou/ O sangue está manchando nossas mãos/ Desejos egoístas/ Começar a matar novamente/ Ilusão de riqueza/ Incitando a raiva”, até o momento no qual clama com urgência: “Nossa terra/ Nossa Salvação/ Escorrega/ Nossas mãos estão atadas/ Nós vendemos nossas almas/ Não há lugar para se esconder”.

O videoclipe foi dirigido por Raul Machado, que já trabalhou com a banda em outras oportunidades, como na gravação do show Barulho Contra Fome, em 1998, sendo um dos primeiros shows do Derrick Green com o Sepultura no Brasil: “O Raul tem essa conexão com a gente faz tempo e eu pensei em fazer um vídeo mais produzido por um diretor que pudesse nos guiar na maneira de posicionar as câmeras. Ele é um cara que a gente conhece há bastante tempo e conhece o Sepultura também. É uma comunicação fácil que temos”, afirma o guitarrista Andreas Kisser.

Raul Machado dirigiu o clipe e guiou a banda remotamente para captar os melhores ângulos e imagens. Cada integrante gravou a participação da própria casa: Andreas e o baterista Eloy Casagrande em São Paulo, o baixista Paulo Jr. em Belo Horizonte (MG), enquanto Derrick fez os vocais em Los Angeles (EUA). Além das imagens individuais da banda, que inclusive toca a canção ao vivo, o vídeo conta com imagens dos arquivos da Amazon Frontlines, uma organização sem fins lucrativos que trabalha com os povos indígenas para defender seus direitos à terra, à vida e à sobrevivência cultural na Amazônia.

 

O lançamento da primeira versão do vídeo de Guardians of Earth aconteceu dentro do projeto Sepulquarta, a live realizada pela banda toda quarta-feira, desde o início da quarentena, e contou com o jornalista ambiental André Trigueiro, que foi entrevistado pelo Andreas Kisser. E Derrick Green comandou um bate-papo com Carolina Castro, Presidente da Sea Shepherd Brasil, organização focada na conservação de seres marinhos e, também, com Mitch Anderson, fundador e diretor executivo da Amazon Frontlines. E para fechar, o cineasta Otávio Juliano, que dirigiu o documentário oficial da banda “Sepultura Endurance” (2017), falou sobre a sua relação com a banda, e também sobre o seu documentário “A Árvore da Música” (2008), que retrata a árvore nativa pau-brasil e a sua importância na fabricação de instrumentos musicais.

Esta não é a primeira vez que o Sepultura abraça a causa do meio ambiente em sua carreira, conforme relembra Andreas Kisser: “Em 2011, nós fizemos uma Virada Cultural em São Paulo, que tocamos junto com a Orquestra Experimental de Repertório, do maestro Jamil Maluf e, ao mesmo tempo, houve a ação de plantar mil mudas de pau-brasil. Além da gente abordar o tema indígena e de demarcação de terras nas músicas Kaiowas, Itsári - que inclusive teve participação especial dos índios Xavantes - e Ambush, uma homenagem a Chico Mendes.”

Toda Sepulquarta arrecada fundos para uma instituição social, e na última as organizações apoiadas foram o Sea Shepherd Brasil e a Amazon Frontlines. A audiência pôde colaborar por meio do QR Code exibido na tela ao vivo, e que continuou, após a live, no site do Sepultura.

Sepultura pode voltar aos palcos em 2021
A pandemia causada pelo novo coronavírus obrigou os artistas a se reinventarem. Neste contexto, o Sepultura criou a Sepulquarta e gravou o vídeo de Guardians of Earth respeitando toda as medidas de isolamento social. Com isso, a banda cancelou o calendário de shows e turnês de 2020 e reorganizou para 2021, mas segue a sequência do planejamento de lançar os singles e vídeos, de acordo com os limites impostos pela Covid-19.

Em uma live realizada pela banda, no dia 9 de setembro, o fã Vanderlei Vieira questionou se havia previsão de retorno aos palcos. Andreas Kisser respondeu: “Estamos reorganizando tudo para 2021, vários festivais já anunciaram datas e line-up e nós estamos em vários. A Europa está bem mais adiantada que os Estados Unidos neste caso”, afirmou.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também