• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
Abra sua conta no BTG

Salão do vinho em Punta Del Este reúne 600 rótulos e 140 produtores

Evento internacional traz vinícolas de todo o mundo nos dias 28 e 29 de janeiro, após dois anos de pausa devido à pandemia
 (Getty Images/Tim Martin)
(Getty Images/Tim Martin)
Por Matheus Doliveira, de Punta Del EstePublicado em 28/01/2022 20:31 | Última atualização em 28/01/2022 20:31Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Uma das tradições do balneário de Punta Del Este, no Uruguai, é sediar todos os anos o Salon del Vino, evento internacional que atrai centenas de produtores de todo o mundo e se destaca na América Latina por ser uma das maiores e mais completas feiras de vinho da região.

O mundo está mais complexo, mas dá para começar com o básico. Veja como, no Manual do Investidor 

Nos últimos dois anos, o encontro sediado no icônico resort Enjoy Punta Del Este não aconteceu devido à pandemia, já que as fronteiras do Uruguai só reabriram no ano passado. Mas entre hoje (28) e amanhã (29), o mega salão de vinhos está voltando a reunir mais de 140 produtores e 600 rótulos em sua 19° edição, uma boa notícia para os apreciadores de vinhos que praticam enoturismo e também para o mercado, que usa a ocasião apresentar novos rótulos e selar negócios.

Esse ano, o evento está sendo realizando pelo Enjoy Resort com o apoio do Instituto Nacional de Viticultura (INAVI). Quem visitou Punta Del Este há mais de uma década talvez não reconheça o Enjoy Resort, mas certamente se lembra do Conrad Hotel, o antigo nome do centro de hospitalidade que foi comprado por um grupo chileno há 17 anos e reformado a um custo de 20 milhões de dólares. O principal chamariz do empreendimento é um imenso cassino que abriga 559 máquinas de jogos e 76 mesas de apostas, uma verdadeira Las Vegas Latino-americana.

"Temos uma grande expectativa para essa edição de retomada do Salon Del Vino. Vamos apresentar os melhores vinhos do Uruguai e do mundo depois de dois anos de pausa", diz Ricardo Cabreira, presidente da Inavi, à EXAME. Segundo ele, a procura por rótulos do país vem crescendo por parte dos brasileiros. Atualmente, o Uruguai produz anualmente 75 milhões de litros de vinho. 80% é vendido no próprio Uruguai e os outros 20% é exportado para o resto do mundo. Nos últimos anos, o Brasil vem sendo responsável por 70% das importações do país vizinho.

Durante dois dias de evento, os visitantes são recebidos no resort uruguaio para uma viagem ao redor do mundo através de vinhos argentinos, chilenos, norte-americanos, espanhóis, portugueses, italianos, franceses, australianos, neozelandeses, sul africanos e, claro, uruguaios.

Nos estandes, enólogos e sommeliers respondem perguntas e chefs de renome internacional elaboram propostas gastronômicas especiais para harmonizar com os diferentes rótulos de vinhos expostos. Em uma sala chamada Rio de Janeiro, foi montado o palco do setor VIP do evento, onde as vinícolas apresentamo linhas premium de seus produtos e os participantes podem provar iguarias como o Black River com caviar e esturjão defumado. "Uma das principais tarefas é garantir a qualidade sustentável das uvas e o enoturismo uruguaio, onde as bodegas apresentam o vinho uruguaio ao mundo", finaliza Cabrera.