Casual
Acompanhe:

Roteiros de luxo: volta ao mundo em jato privativo e navegação na Antártica

Com roteiros customizados em destinos nem sempre explorados, a Latitudes elaborou duas viagens voltadas para brasileiros

O roteiro de navio sairá da Argentina e irá cruzar a Passagem do Drake em direção às Ilhas Shetland do Sul e à Península Antártica. (Divulgação/Divulgação)

O roteiro de navio sairá da Argentina e irá cruzar a Passagem do Drake em direção às Ilhas Shetland do Sul e à Península Antártica. (Divulgação/Divulgação)

J
Julia Storch

29 de novembro de 2022, 11h34

Com roteiros customizados em destinos pouco explorados, a Latitudes elaborou duas viagens voltadas para brasileiros. No próximo ano, acontece a 6ª edição da volta ao mundo com visitas a sete Patrimônios da Humanidade da Unesco. Já em 2024, um navio privativo sairá de Ushuaia a caminho da Antártica em parceria com o projeto cultural Fronteiras do Pensamento.

O primeiro roteiro tem duração de 26 dias, e os 50 passageiros irão visitar sete Patrimônios da Humanidade da Unesco, como Rapa Nui National Park, na Ilha de Páscoa, o Parque Nacional de Komodo, na Indonésia e o Serengeti National Park, na Tanzânia.

“Trabalhamos, em geral, dois anos em cada Volta ao Mundo, escolhendo lugares icônicos, com grandes atrações da humanidade, e que não sejam de fácil acesso. Chegar em lugares de difícil acesso com um jato privativo é uma das grandes vantagens desta viagem. Além disso temos um tema significativo (“Grandes Civilizações e as Rotas para o Novo Mundo”) que traz desde histórias das civilizações que iremos passar, das religiões, das migrações e rotas comerciais (como rota da Seda, rotas marítimas) e o contexto destes países hoje no cenário global. O passado e o futuro vistos no agora. Com base nestes pilares construímos o roteiro”, explica Alexandre Cymbalista, diretor da Latitudes.

O grupo será acompanhado do historiador Luis Estevam Fernandes de Oliveira e do fotógrafo Adriano Gambarini, além do médico dr. Fábio Tozzi e de chef a bordo da aeronave.

“Os especialistas foram escolhidos de acordo com a necessidade de termos um grande historiador para formar este arcabouço histórico e dar a narrativa da viagem e de um comentarista de geopolítica que pudesse nos mostrar o cenário atual destas regiões, inserir em um contexto das forças mundiais que manipulam os destinos do globo. Além disso precisaríamos de um fotógrafo gabaritado, com condições de retratar tudo aquilo que vemos e experimentamos durante a viagem e que pudesse passar um pouco da sua própria experiência para que pudéssemos desenvolver nosso olhar para tirar fotos. E, claro, um grande médico para estar junto caso precisemos de algo”, diz Cymbalista.

Ilha de Páscoa: um dos destinos da viagem de "volta ao mundo". (Divulgação/Divulgação)

A viagem começa em São Paulo, com uma noite no Palácio Tangará, onde o grupo irá conhecer os especialistas que os acompanharão em todas as cidades. Durante a viagem, uma seleção de hotéis como o Explora Rapa Nui, o Six Senses Fiji Malolo Resort, os hotéis Four Seasons em Sydney e no Serengeti, além do AYANA Komodo Resort (Indonésia), Evolve Back Hampi (Índia), o Banyan Tree Al Ula (Arábia Saudita) e o La Bobadilla (Espanha).

Já o jato possui assentos reclináveis a 180°, e comodidades a bordo, como um iPad individual com opções de entretenimento. Todas as despesas estão inclusas no valor da viagem, incluindo consumo ilimitado de bebidas. Preço por pessoa: 148 mil dólares em quarto duplo.

VEJA TAMBÉM:

Turismo abaixo de zero

Já o segundo roteiro, com saída a partir da Argentina, irá cruzar a Passagem do Drake em direção às Ilhas Shetland do Sul e à Península Antártica a bordo de um navio privativo, desenhado exclusivamente para este tipo de expedição.

Em parceria com o projeto Fronteiras do Pensamento, o roteiro de 11 dias reúne quatro especialistas para discutir uma das mais difíceis perguntas para a ciência: “o que é a vida?”, sob a ótica da ciência, da espiritualidade e da natureza humana.

Com isso, foram convidados a bióloga e especialista em ecossistemas polares, Ema Kuhn, traz anos de experiência como guia de expedição da Quark Expeditions, Marcelo Gleiser, físico e astrônomo, primeiro latino-americano a receber o Prêmio Templeton, Maria Homem de Mello, psicanalista e filósofa, e Nilton Bonder, rabino da Congregação Judaica do Brasil, idealizador e Diretor do Midrash Centro Cultural, além de Acadêmico da Academia Carioca de Letras e autor de mais de 20 livros.

Navio que fará a viagem à Antártica em 2024. (Divulgação/Divulgação)

“Ao longo da viagem teremos uma série de palestras e bate-papos com estes especialistas e os participantes da viagem, estas palestras tem alguns horários específicos (em geral final da tarde) e mais alguns que adaptamos de acordo com a programação de passeios que temos, que podem mudar um pouco pelas questões climáticas”, diz Cymbalista.

“O que realmente diferencia esta viagem das outras é esta carga de conhecimento de grandes especialistas do nosso país discutindo um tema extremamente relevante no atual momento. Falar do âmbito do que é a Vida vai além de discussões biológicas (e em última instancia do que é a falta ou a extinção dela), como também questões filosóficas, espirituais, comportamentais”, finaliza Cymbalista.

Os valores das acomodações variam de 29.280 dólares em acomodação single e 18.300 por pessoa dividindo o quarto duplo em Verenda suíte de 20 metros quadrados.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.