Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Rihanna, Harry Styles e Halsey: celebridades aderem ao #blacklivesmatter

Celebridades se juntam aos protestos e realizam campanhas de doação para apoiar manifestações

George Floyd, um homem negro, foi assassinado em 25 de maio por um policial branco em Mineápolis, cidade no estado de Minnesota, nos Estados Unidos. A autópsia revelou que a causa de morte de Floyd foi asfixia. Esta terça-feira (2) marca o sexto dia de protestos ao redor do país e de posicionamentos de celebridades, empresas e figuras públicas sobre o assassinato.

No mundo dos negócios, a japonesa Sony decidiu adiar um dos eventos de anúncio do videogame PlayStation 5, marcado para quinta-feira (4), por tempo indeterminado em apoio aos protestos.

Já a cantora e empresária Rihanna, dona da marca Fenty, que inclui cosméticos e lingeries, fechou o e-commerce de sua empresa. Em um comunicado publicado no Twitter, a marca afirmou que "hoje é um dia para refletir e encontrar formas de fazer mudanças reais". O fechamento faz parte do movimento Blackout Tuesday, aderido também pelo Spotify, pela Amazon e pela cantora Billie Eilish.

Já o cantor britânico Harry Styles e a americana Katy Perry doaram dinheiro para um fundo que irá pagar a fiança de manifestantes que foram presos durante os protestos. Halsey, também cantora pop, está participando ativamente dos protestos e ajudando manifestantes que acabam saindo machucados.

Kehlani, Tessa Thompson e Tinashe também se juntaram aos protestos. As artistas negras estão indo constantemente para as ruas, participando de diversos protestos e divulgando imagens de marchas pacíficas. Mesmo durante a pandemia, as celebridades estão se movimentando e incentivando os indivíduos a saírem protegidos.

A participação direta de personalidades com milhares de seguidores está auxiliando a aumentar a pressão dos protestos, que ainda não têm previsão para terminarem.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também